Prefeito cobra providências da Manaus Ambiental

Amazonianarede – Site PMM

Manaus – O prefeito Arthur Virgílio Neto foi, pessoalmente, na noite desta terça-feira, 12, averiguar denúncias quanto a irregularidades em obras da empresa abastecedora de água, Manaus Ambiental. O prefeito fiscalizou o rompimento de uma adutora no bairro Dom Pedro e o vazamento provocado por ramais expostos no bairro Redenção, ambos na zona Centro-Oeste.

Arthur Neto disse que é bom aproveitar o período carnavalesco, quando está tudo muito calmo, para inspecionar alguns serviços. Acompanhado do diretor de operações da Manaus Ambiental, Jucélio Souza, e do diretor técnico Arlindo Sales, o prefeito cobrou providências imediatas da empresa abastecedora. “No incidente ocorrido na Rua das Flores, na Compensa, deixei claro que não toleraria mais este tipo de acontecimento. Os responsáveis me prometeram que amanhã (quarta-feira) tudo estará resolvido e virei novamente fiscalizar para que a secretaria de Infraestrutura possa, então, atuar na correção das vias”, afirmou Arthur.

O prefeito chegou por volta das 18h na esquina das ruas Padre José Anchieta e Tiradentes, no bairro Dom Pedro, para verificar se o abastecimento de água já estava restabelecido. Segundo Arlindo Sales, na última sexta-feira, 8, o rompimento de uma adutora com 50 centímetros de diâmetro fez com que vários moradores ficassem sem água. “O fornecimento já foi normalizado, mas a empresa precisa concluir o fechamento da via imediatamente, pois o trânsito no local está bem prejudicado”, complementou Arthur Neto.

Depois, o prefeito se dirigiu para a Rua Mirasselva, no bairro da Redenção, onde se deparou com árvores fechando a rua, colocadas pelos próprios moradores. “A rua já estava intrafegável há meses, por isso fechamos, para cobrar providências das autoridades”, desabafou o vendedor autônomo Sidiclei Lima Duarte, 29. “Com a vinda do prefeito aqui, agora temos a certeza de que o problema vai ser solucionado”, finalizou.

De acordo com Jucélio Souza, o motivo da rua estar completamente esburacada se deve ao intenso tráfego de veículos pesados na via, somado à grande quantidade de chuvas. “Com o descolamento asfáltico alguns ramais de abastecimento domiciliar ficaram expostos, causando vazamento de água no local. Vamos, ainda nesta noite, trabalhar no aprofundamento destes ramais para que no dia seguinte a rua comece a ser recuperada”, garantiu o responsável da Manaus Ambiental.

Uma terceira denúncia de serviço inacabado pela empresa no bairro Alvorada, mais especificamente na Rua 5, já havia sido resolvida e a via estava em boas condições. Outro problema foi constatado na localidade: o resto do material de uma obra no posto de gasolina, que fica nas proximidades da ocorrência, foi depositado na lateral da rua, bloqueando uma das faixas, afunilando a passagem de veículos e impedindo a passagem de pedestres. “Isso é o tipo de coisa que não pode acontecer. Já liguei para o secretário de Planejamento Urbano, Roberto Moita, e logo pela manhã uma equipe de fiscais virá visitar essa obra. Caso necessário, iremos embargar para que o proprietário ponha a mão na consciência e perceba que Manaus agora tem um governante preocupado com a ordem e bem-estar da população”, concluiu o prefeito, com muita rigidez.

(REPORTAGEM: Alita Menezes) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.