Prefeito Arthur Virgílio Neto debate mobilidade urbana no Senado

(Foto: Divulgação)

O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto disse que o Projeto de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade, do Governo Federal, não vem funcionando com eficácia e que as cidades de todo o País estão sofrendo com a falta de investimentos.

A afirmação foi feita nesta quarta-feira, 19, quando Arthur participou do ‘Seminário Mobilidade Urbana no Brasil’, evento organizado pelo Instituto Teotônio Vilela (ITV), no Senado Federal, em Brasília.

“Eu digo que, na verdade, o PAC da Mobilidade do Governo Federal está ‘empacado’. Não deu certo”, afirmou o prefeito.
Na palestra, Arthur Neto assinalou que, diante de um quadro de abandono na área de mobilidade urbana, a Prefeitura de Manaus decidiu concentrar os esforços do início da gestão na construção de corredores exclusivos para ônibus e na modernização de vias públicas.

“Quando cheguei ao governo não havia sido feito nada nessa área, nem haveria tempo de fazer nenhum projeto novo para a Copa do Mundo. Então, com realismo, decidimos fazer um trabalho com o pé no chão. O que seria possível ser feito em tão pouco tempo”, afirmou.

De acordo com o prefeito, Manaus não era contemplada há anos com investimentos em novas vias, problema agravado pelo crescimento da frota. Ele enfatizou que, todos os meses, a cidade recebe milhares de novos veículos, complicando ainda mais o tráfego.

Ao encerrar a palestra, Arthur Neto ainda disse que a Prefeitura está investindo em pavimentação de qualidade, usando o concreto-asfáltico, e que o sistema Bus Rapid Service (BRS) é o início de um programa que vai transformar o transporte coletivo em Manaus. “Queremos fazer o melhor sistema de transporte possível. Prefiro fazer bem o que é possível do que prometer obras mirabolantes e não cumprir”, resumiu.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.