Prefeito Arthur Neto discute com camelôs saída para outra área

Manaus – O prefeito Arthur Virgílio Neto se reuniu, na noite desta sexta-feira, 24, com aproximadamente 70 vendedores ambulantes. Em pauta, as propostas do Executivo para o processo de requalificação do Centro Histórico, que envolvem, entre outras medidas, a retirada dos mais de dois mil camelôs que atuam nas ruas da região central.

O encontro aconteceu no Palácio Rio Branco, localizado no Paço Municipal, Centro.

Nove secretarias municipais participaram da reunião, entre elas a Secretaria Municipal Extraordinária para Requalificação do Centro (Semex), Empreendedorismo e Abastecimento (Sempab), Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Saúde (Semsa), Governo (Semgov), Comunicação (Semcom), além do Instituto Municipal de Ordem e Planejamento Urbano (Implurb), Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e Ouvidoria Municipal.

“É a primeira vez que somos recebidos por tantos secretários e isso, com certeza, mostra o comprometimento da gestão municipal com a questão dos vendedores ambulantes”, comentou o presidente da Associação dos Trabalhadores Ambulantes do Comércio Irregular, Marcos Maia.

Raimundo Sena, presidente do Sindicato do Comércio dos Vendedores Ambulantes de Manaus (Sicovam), avaliou que a união da categoria com o Município é a melhor alternativa para todos. “A Prefeitura tem o interesse de reorganizar o centro e nós temos o interesse de deixar as ruas e a informalidade, tendo melhores condições de trabalho”, defendeu.

Antes de ouvir os camelôs, o prefeito afirmou que nenhuma decisão será tomada sem a aprovação da categoria. Entre as principais propostas de curto prazo da Prefeitura para realocação dos camelôs, prevista para começar já no segundo semestre deste ano, com a chegada do Verão e o início dos projetos para requalificação do Centro Histórico ainda para Copa de 2014, está a construção de Galerias Populares e o aluguel de prédios que serão transformados em pontos comerciais para os camelôs.

“Esse encontro, de fato, foi um encontro histórico. Estivemos no Palácio Rio Branco, que para mim representa tudo o que queremos para o centro de Manaus, com toda uma equipe que estará, diretamente, ligada no novo rumo que daremos para os trabalhadores ambulantes. Conversamos, ouvimos reivindicações e o compromisso assumido foi um compromisso pela cidade. Não me resta nenhuma dúvida de que juntos vamos oferecer uma bela visão do Centro para os turistas que chegarem para Copa de 2014”, ressaltou Arthur Neto.

Galerias

O principal questionamento dos camelôs foi quanto à funcionalidade das Galerias Populares, uma vez que o modelo não deu um bom retorno financeiro para os ambulantes em outras experiências, como a atual galeria da rua Marcílio Dias, onde poucas salas se encontram ocupadas.

De acordo com Jeferson Praia, secretário da Sempab, serviços extras ao trabalho dos camelôs serão oferecidos para tornar as galerias mais atrativas. “Teremos os serviços oferecidos pelo Pronto-Atendimento ao Cidadão (PAC), loterias, cadastros no Sistema Nacional de Empregos (Sine), e ainda, praças de alimentação”, destacou.

“Temos a ideia de criar galerias que interliguem duas ruas, favorecendo a circulação de pessoas, o que é bastante interessante para este tipo de comércio. Outra sugestão é alugarmos alguns prédios em áreas valorizadas pelo setor varejista, como a Djalma Batista, para transformá-los em pontos de venda para os camelôs, seguindo a mesma linha de agregação de serviços pensada para as galerias”, completou Roberto Moita, diretor-presidente do Implurb.

Para o secretário da Semex, Rafael Assayag, o processo de requalificação do Centro Histórico, não passa somente por obras arquitetônicas, passa, principalmente, pela requalificação social e pela oportunidade de mudar para melhor as vidas das pessoas, “oferecendo condições mais dignas para que garantam o sustento de suas famílias”, frisou.

Na próxima quarta-feira, 29, os camelôs terão um novo encontro com o Executivo para apresentar os nomes que farão parte da Comissão dos Vendedores Ambulantes, que acompanhará os trabalhos de retirada dos camelôs da área central.

(Semcom) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.