Petróleo na costa do Amapá é em grande quantidade e qualidade

Rio – A primeira rodada do leilão para exploração de petróleo na costa brasileira, ontem, no Rio de Janeiro, deixou clara a existência do óleo negro em grande quantidade e qualidade nas águas marinhas do Amapá.

Os quatro lotes da costa amapaense ontem oferecidos foram todos arrematados. Quarenta por cento do primeiro lote foi adquirido pela empresa francesa Total EIP, e os 60% restantes ficaram divididos, meio a meio, entre a Petrobras e a British Petroleum, da Inglaterra.

O maior bônus de assinatura no leilão foi oferecido pelo bloco FZA-Maria-57 na bacia da foz do rio Amazonas em frente aos municípios amapaenses de 0iapoque e Calçoene.

A certeza da riqueza no mar amapaense foi acrescida pelo convite feito pela direção da Agência Nacional de Petróleo (ANP), após o leilão, ao senador Randolfe Rodrigues (Psol – AP), para encontro dia 20 próximo, segunda-feira, na sede da organização no Rio de Janeiro.

O senador informou, ontem à noite, que irá à reunião com toda Bancada Parlamentar e o governador Camilo Capiberibe. Analisando o leilão, Randolfe chegou a dizer que o município de Calçoene “está a caminho do bilhete premiado”, em virtude dos arrematamentos terem sido principalmente em áreas frontais àquele município.

Os lotes adquiridos formam uma previsão de investimento exploratório de R$ 6,9 bilhões. A aquisição dos 30% do primeiro lote na costa do Amapá elevou sobremaneira, ontem, a cotação da Petrobras na Bovespa, a Bolsa de Valores de São Paulo. O leilão da ANP é encerrado hoje.

(Diário do Amapá)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.