Países do Sul da Europa castigados pela onda de calor intenso e incêndios

Falta de chuva e temperaturas em torno de 40ºC causam incêndios devastadores na Grécia e Bulgária. Bósnia e Sérvia sofrem com a escassez de água potável. Espanha

Europa – Em meio à temporada de férias de verão, uma onda de calor extremos atinge o sul da Europa, provocando incêndios florestais, que já feriram sete pessoas na Península do Peloponeso. No sul da Bulgária, mais de 400 bombeiros, guardas florestais e voluntários tentam combater as chamas que tomam as florestas.

Segundo o canal de televisão estatal NET , bombeiros e voluntários controlaram parte dos incêndios que começaram quarta-feira (08/08) na Grécia. Porém, o perigo de incêndios florestais continua alto, advertiu o serviço meteorológico. Em muitas partes do país, as temperaturas estão em torno de 42°C.

Nesta quinta-feira, autoridades ordenaram a evacuação de famílias com crianças e idosos da cidade grega Ouranoupolis. Segundo os bombeiros, o incêndio começou perto da cidade monástica de Monte Atos, mas ventos fortes de 39 a 49 km/h espalharam as chamas em direção à cidade vizinha.

A região em torno da cidade de Megalópolis sofreu com o mais perigoso incêndio florestal da temporada que, assim como o de Monte Atos, tomou grandes dimensões devido aos ventos fortes.

Impacto no turismo 
Na ilha de Kós, turistas tiveram de desocupar temporariamente um hotel perto da aldeia de Kardamena, e na cidade portuária de Corinto também irrompeu outro pequeno incêndio.

Em 2007, incêndios florestais semelhantes aos deste ano mataram cerca de 90 pessoas na Península do Peloponeso. Até agora, a estimativa das autoridades é de 2.700 hectares de floresta e terras agrícolas destruídas.

Na Bulgária, as chamas alastraram-se por uma floresta com mais de 120 hectares de pinheiros em Belize. Queimadas são comuns durante os meses de verão. Desde o começo do ano, já foram registrados um total de 397 incêndios florestais, segundo o Ministério da Agricultura.

Falta de água 
Na Sérvia, principalmente na região ao redor da cidade de Gornji Milanovac, cerca de 300 mil pessoas sofrem com a escassez de água. Em algumas cidades, como Mitrovica no norte do Kosovo, as casas têm apenas quatro horas de água por dia.

A situação é semelhante em Srebrenica, no leste da Bósnia, onde o abastecimento de água potável está se esgotando. Meteorologistas dizem que não deve chover na Península Balcânica pelos próximos dez dias.

O serviço meteorológico também deu uma má notícia para a Espanha: uma frente de ar quente da África deve elevar as temperaturas em muitas partes da Península Ibérica, ultrapassando os 40°C. O aumento da temperatura começou na quarta-feira, porém, a onda de calor deve atingir seu pico na sexta-feira e então desaparecer.

Amazonianarede-Reuters

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.