Omar discute com BID liberação de financiamento para construção de 12 Cetis

Amazonianarede – Agecom

Manaus – O governador Omar Aziz reuniu-se nesta quarta-feira, 27 de março, com a chefe da Divisão de Educação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Emiliana Vegas, e o especialista em Educação da instituição, Marcelo Féres Alfaro.

Os executivos realizam visita técnica ao Estado como parte do processo que antecede a liberação de U$ 178,9 milhões para financiar a construção de 12 Centros de Educação de Tempo Integral (Ceti) e para a expansão do Centro de Mídias da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), dentro do Programa de Aceleração do Desenvolvimento da Educação (Padeam).

De acordo com o governador, os projetos executivos dos 12 Cetis estão prontos e apenas aguardam a liberação do BID para serem licitados. A maior parte do financiamento – U$ 172 milhões – será para as escolas de Tempo Integral, que estão destinadas ao interior do Estado. Os outros U$ 6,94 milhões serão para o projeto de expansão do Centro de Mídias. O governador Omar Aziz planeja ampliar de 1,5 mil para três mil o número de comunidades alcançadas pelo Ensino Mediado por Tecnologia.

Apos a reunião na sede do Governo, que também contou com a participação do secretário de Educação, Rossieli Silva, e do vice-governador, José Melo, os executivos seguiram para visita de campo no Centro de Educação Áurea Braga, na avenida Brasil, onde foram ver in loco o funcionamento do modelo de ensino de Tempo Integral, onde o aluno entra pela manhã e só é liberado no fim da tarde.

Além do ensino regular, os jovens têm atividades extracurriculares de cultura e esportes no contraturno escolar e recebem três refeições diárias. “É um modelo que oferece formação integral ao nosso estudante e que tem um impacto social imensurável. Por isso, quero levar escolas de Tempo Integral também para o interior”, observou o governador.

Até 2014, o governador planeja construir 27 Centros de Educação de Tempo Integral, sendo 22 deles no interior. Desses, dez serão construídos em parceria com o Governo Federal e 12 com financiamento do BID.

Prioridade – De acordo com Marcelo Féres Alfaro, o BID quer ampliar e diversificar suas ações na Amazônia e a Educação está entre as prioridades da instituição. “Sabemos por outras experiências que a jornada escolar estendida na qual os jovens ficam mais tempo na escola tem um impacto positivo no aprendizado, por isso, temos interesse em apoiar o que vem sendo feito pelo Governo do Amazonas neste sentido”, destacou o executivo ao ressaltar que o BID também vê com bons olhos o ensino mediado por tecnologia, que possibilita ampliar o alcance do ensino às comunidades isoladas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.