Omar Aziz defende aumento do efetivo da Polícia Federal para combater o tráfico na fronteira

Omar Aziz

Omar Aziz

Presente na inauguração da nova base Anzol da Polícia Federal (PF), na tarde desta terça-feira, dia 5, o governador do Amazonas, Omar Aziz, defendeu a necessidade de aumentar a estrutura para o combate ao tráfico de drogas na fronteira do Amazonas com países vizinhos. No evento, realizado na unidade da PF localizada no Tarumã, zona oeste de Manaus, Omar Aziz disse que deve tratar da questão da segurança nas fronteiras na audiência que terá no próximo dia 12 de março, em Brasília (DF), com a presidenta Dilma Rousseff e o ministro da Defesa, Celso Amorim.

“É necessário que o Governo Federal traga mais agentes e mais delegados e eu espero que a presidenta Dilma seja sensível à nossa reivindicação. Assim,ela não estará ajudando somente o Amazonas, mas o Brasil, porque a droga que entra por aqui vai também para os outros Estados”, disse Omar Aziz, ao ressaltar que apesar dos altos investimentos em segurança pública feitos pelo Governo do Estado, o tráfico de drogas ainda é uma ameaça.

A base fluvial da Polícia Federal estava desativada desde abril de 2009 por conta de problemas na sua estrutura física. Fundeada inicialmente na região do Alto Solimões, entre os municípios de Benjamim Constant e São Paulo de Olivença, a base flutuante consiste em um importante mecanismo de repressão e prevenção ao tráfico transnacional de drogas e de armas na Amazônia Legal, especificamente na região de confluência de rios e na tríplice fronteira (Peru-Colômbia-Brasil).

Reunião em Brasília – O governador revelou que na próxima terça-feira tem reunião marcada para as 14h com a presidenta Dilma Rousseff. Na pauta estão questões como a falta de médicos no interior do Estado; a prorrogação da Zona Franca de Manaus que, segundo ele, está parada no Congresso Nacional; a construção de sete novos aeroportos e a reforma de outros 18 no interior.

Ainda na área de saúde, o governador também quer tratar sobre o credenciamento de novas unidades hospitalares para tratamento do câncer com quimioterapia e radioterapia. Ele afirma que o Estado hoje não tem condições de atender toda a demanda. “Eu sei que ela (Dilma) tem boa vontade. Ela lançou o programa e esse programa tem um custo, porque não adianta eu identificar a doença e não tratar”, observou o governador, ao referir-se ao programa de prevenção ao câncer de mama e de útero do Governo Federal.

Reunião com prefeitos – Pela manhã, Omar Aziz reuniu-se com os prefeitos de Ipixuna, Aguimar Silvério; de Guajará, Manuel Hélio; de Eirunepé, Joaquim Neto; e de Itamarati, João Campelo, como parte de uma agenda de encontros que deverá ter com todos os prefeitos do interior a partir desta semana.

Na pauta das reuniões estão questões administrativas, segundo informou o governador. “São muitas obras que temos planejadas para o interior e projetos focados na produção para a geração de emprego e renda. Estamos também conversando sobre os convênios que vamos fazer para que os prefeitos possam realizar a adaptação das casas do projeto Viver Melhor,entre outras questões”.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.