Observatório do PIM completa um ano de atuação

Observatório do PIM completa um ano

Manaus, AM – Desenvolvido por professores e acadêmicos do curso de Economia da Escola Superior de Ciências Sociais (ESO), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), o Observatório do Polo Industrial de Manaus (PIM) completa um ano de existência neste mês de dezembro.

O local, que já apresentou diversos resultados, iniciou com o objetivo de produzir um banco de dados sobre estudos e análises de cenários macroeconômicos das empresas do PIM para servir como fonte de pesquisa e informação para a imprensa, sociedade e empresários.

Membros do Observatório apresentaram, nesta terça-feira (13), um balanço sobre os primeiros doze meses do local. Durante esse um ano de existência, o local já demonstrou que veio para contribuir com pesquisa no Amazonas.

Artigos Científicos foram selecionados e publicados em eventos nacionais e internacionais que analisaram diversos assuntos como a Infraestrutura do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes e Expectativa de Produção do PIM.“Estamos felizes e orgulhosos pelo resultado. É uma conquista da equipe. Nós temos a participação de alunos e professores da instituição que abraçaram esse projeto com o apoio da Gestão Superior da UEA. Esse apoio é de extrema importância para o fortalecimento do Observatório. Depois de um ano, ter tantos resultados para mostrar é motivo de orgulho, completou a coordenadora do Observatório e Professora da UEA, Fabiana Lucena.

O Observatório tem o reconhecimento do Conselho Regional de Economia (Corecon-AM), além de parceria com a Federação das Industrias do Estado do Amazonas (Fieam) e Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam). Atualmente, quatro professores e cinco alunos de Economia da UEA atuam no local.

Vitrine profissional

O acadêmico do sexto período de Economia da UEA, Bruno Ruas, ressalta que o Observatório do PIM também serve como uma vitrine profissional. “Aqui nós temos contato com  membros da iniciativa privada e pública, além de um contato mais próximo com os professores.

No estudo acadêmico nós aprendemos a teoria econômica e os métodos de pesquisa, mas existe uma realidade bem diferente da teoria para a prática. A principal lição que poderemos levar é aprender com os professores na prática. Fazendo e participando das pesquisas”, disse Ruas.

“É no momento de crise que são criadas as oportunidades. O Observatório do PIM é o retrato disso”, disse a Pró-Reitora de Planejamento (Proplan), Márcia Maduro.

Amazonianarede

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.