Nova estrutura da FMT-HVD amplia atendimento e pesquisas de doenças tropicais, afirma governador José Melo

26-11meloManaus – A inauguração da segunda etapa do novo Ambulatório de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) vai ampliar a capacidade de atendimento da unidade de saúde e as condições para a realização e pesquisas de doenças tropicais.

A afirmação é do governador José Melo, que entregou o novo espaço na manhã desta quarta-feira, 26 de novembro.

“As pessoas acometidas por doenças tropicais poderão ter atendimento mais eficiente por conta da ampliação e dos equipamentos. Além disso, vamos poder ampliar a atividade de pesquisa nessas áreas por conta de modernos equipamentos instalados. Aliada a outra conquista, que é a inauguração até o final do ano dos dez leitos de UTI para tratamento em crianças, o hospital alcançará uma situação de mais excelência nessa área”, afirmou o governador durante a cerimônia de inauguração, que também contou com a presença do secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, da diretora-presidente da FMT-HVD, Graça Alecrim, e do deputado estadual Ricardo Nicolau.

A segunda etapa entregue nesta quarta-feira, com espaço físico ampliado e tecnologia de ponta, recebeu investimentos da ordem de R$ 1,8 milhão, entre obras e equipamentos, do Governo do Estado. Na primeira, entregue em fevereiro de 2013, já haviam sido investidos R$ 1,6 milhão, totalizando R$ 3,4 milhões.

José Melo reafirmou que a saúde é uma das áreas prioritárias do novo governo, em fase de formatação. Nos últimos quatro anos, os recursos destinados ao setor saltaram de R$ 800 milhões para R$ 2,4 bilhões. Segundo o governador, o maior desafio é reduzir as filas aumentando a capacidade de consultas, exames e cirurgias.

“Estamos trabalhando no hospital da zona norte, que está em pleno andamento e vamos inaugurar em julho do ano que vem. Mas também vamos trabalhar para aumentar cinco grandes hospitais para enfrentar o problema da fila de consultas, exames e cirurgias especializadas. E no interior teremos 14 polos para ancorar as cirurgias de até média complexidade”, destacou o governador.

Além do hospital da zona norte, que quando concluído vai oferecer mais 300 leitos, outras ações de destaque previstas na área da saúde são a implantação do Hospital do Sangue e do Centro de Diagnóstico e Imagem, a ampliação da Fundação Cecon, aquisição da Santa Casa para funcionar como hospital do câncer infanto-juvenil e a construção de hospitais em sete municípios. “Vamos fazer parcerias com a prefeitura para o atendimento da atenção básica, desafogando os hospitais do Estado”, disse José Melo, ressaltando que as articulações com o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, estão em andamento.

Novo ambulatório

Com 1.327m2 de área construída, a segunda etapa do novo ambulatório da FMT-HVD dispõe de recepção ampliada, com sistema de senha eletrônica para chamada dos pacientes; 12 consultórios; farmácia e três consultórios para atenção clínica farmacêutica, onde os pacientes poderão, após a dispensação dos medicamentos prescritos pelo médico, ser atendidos e orientados por farmacêutico-bioquímico. “Um novo Laboratório de Rotina de Malária, com cinco pontos de coleta, além de um laboratório de análises clínicas com seis salas de coleta de exame, também integram a nova estrutura”, frisou a diretora-presidente da Fundação, Graça Alecrim.

Ela destacou que entre os consultórios médicos do ambulatório, três foram equipados com os chamados filtros HEPA (High Efficiency Particulate Air), estando aptos à realização de pesquisa clínica ambulatorial na área de tuberculose. Esses consultórios passam a dar suporte à moderna enfermaria de pesquisa clínica – primeira da região Norte dotada de sistema de isolamento respiratório –, que foi inaugurada na unidade em março deste ano.

O atendimento ambulatorial realizado na FMT-HVD e que agora passa a contar com toda a sua estrutura em novas instalações, alcança pacientes em tratamento, principalmente, de hepatites virais, malária, leishmaniose, tuberculose e HIV-Aids. De acordo com Graça Alecrim, o ambulatório realiza uma média anual de 1,9 milhão de atendimentos, incluindo consultas médicas, coleta de exames, dispensação de medicamentos, entre outros procedimentos. Em todos os consultórios médicos do novo ambulatório, os pacientes terão seus dados e o histórico clínico inseridos no sistema de prontuário eletrônico, o que otimiza o atendimento.

A estrutura que está sendo inaugurada complementa a área de ambulatório de 944m2, inaugurada no início do ano passado. “Com a reestruturação de toda a área ambulatorial, finalizada agora, estamos assegurando aos usuários dos nossos serviços um fluxo de atendimento mais organizado, com uma recepção única, onde 10 pessoas estarão atuando no acolhimento da demanda dos pacientes, num processo totalmente informatizado”, afirmou Graça Alecrim.

Concluída esta etapa de reestruturação do Ambulatório da FMT, o Governo do Estado já se prepara para inaugurar, ainda neste final de ano, a Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica da instituição, que será dotada de 10 leitos. “Neste ano em que comemoramos os 40 anos de existência da Fundação de Medicina Tropical, é muito gratificante poder contabilizar uma série de realizações destinadas a ampliar, qualificar e modernizar ainda mais os serviços prestados aos nossos usuários, bem como a estrutura de trabalho de nossas equipes”, ressaltou Graça Alecrim.

Foto: Herick Pereira/Agecom

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.