Nacional se impõe e bate a Ponte Preta em Campinas. 1 a 0

Campinas – Com foco no Campeonato Brasileiro e mostrando soberba, a Ponte Preta resolveu utilizar vários reservas no jogo desta quarta-feira, pela Copa do Brasil, em Campinas. Mas o time pagou caro por isso: o Nacional-AM surpreendeu, venceu por 1 a 0 e agora poderá decidir a classificação em casa.

A partida de volta acontecerá no dia 24 deste mês e definirá quem estará na quarta fase da competição. A Ponte precisará vencer por dois gols, enquanto o Nacional poderá avançar até com derrota, desde que balance a rede pelo menos uma vez.

Mandante e favorita, a Ponte Preta quase fez a festa logo no primeiro minuto de jogo, já que Chiquinho acertou a trave em uma cobrança de falta. Mas logo o Nacional mostrou que daria trabalho. Aos 7min, Felipe acertou um cabeceio que fez a bola passar perto da trave.

Depois disso, o jogo continuou equilibrado e até “esfriou”, com pouca emoção. Até que, aos 30min, César voltou a acertar o poste defendido por Igor, de cabeça. No final do primeiro tempo, Danilo Rios também acertou um perigoso chute, mas a bola foi para fora e o Nacional não conseguiu marcar o seu gol.

Os times voltaram sem substituições para o segundo tempo, mas pelo menos no começo foi a Ponte que melhorou. Alemão teve duas grandes chances de gol, mas desperdiçou ambas, aos 6min e aos 14min. Depois, Adrianinho também acertou um bom chute, que passou perto do gol. A pressão continuou com Rildo, que ficou de frente para Igor aos 25min, mas chutou no pé do goleiro.

E então aconteceu a grande surpresa do jogo: Erick avançou pela direita, entrou na área e acertou um cruzamento perfeito para Danilo Rios. O meia ex-Grêmio acertou de voleio, com a perna esquerda, e abriu o placar, para espanto da torcida local.

Foi o que bastou para o jogo “pegar fogo”. A Ponte quase empatou em três oportunidades – primeiro Chiquinho acertou o travessão em outra cobrança de falta; depois, Diego Sacoman cabeceou sozinho, mas Igor defendeu. E a bola ainda parou no poste também no cabeceio forte de Alemão. Mas o Nacional também soube contra-atacar e, aos 37min, Felipe recebeu bom passe na pequena área, mas chutou para fora. De qualquer forma, mesmo com a pressão enorme, a vitória do time amazonense foi assegurada.

(Terra) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.