Municípios que fizerem parceria com a reforma agrária terão prioridades nos investimentos

Amazonianarede – Incra

Brasília- Os prefeitos que estabelecerem parcerias com o Incra para o desenvolvimento da reforma agrária nos municípios terão prioridade nos investimentos da autarquia. Essa foi a mensagem do presidente da autarquia, Carlos Guedes de Guedes, aos participantes do Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas, em Brasília (DF), na tarde desta terça-feira (29).

Durante a oficina ‘Reforma Agrária’, Carlos Guedes reforçou as novas diretrizes do Instituto, baseadas na integração de políticas públicas do Governo Federal. A atuação conjunta permitiu ao Incra ampliar o volume de recursos destinado à reforma agrária em 2013. Serão investidos cerca de R$ 3,4 bilhões em programas como o Minha Casa, Minha Vida, Água para Todos, Programa de Aquisição de Alimentos, assistência técnica e infraestrutura. Desse total, cerca de R$ 2,5 bilhões vêm do orçamento do Incra.

“O assentamento é uma comunidade que vive dentro do município e aqueles que nos apoiarem nessa integração terão prioridade nos investimentos do Incra”, reiterou o presidente, ao destacar o auxílio das prefeituras beneficiadas com retroescavadeiras ou motoniveladoras por meio do PAC Equipamentos na abertura e conservação de estradas em assentamentos.

Carlos Guedes de Guedes

“Com todos os municípios que receberem as máquinas queremos fechar parcerias pedindo que se comprometam a adquirir a produção dos assentados para seus programas governamentais”, disse. A meta a partir da ação, segundo ele, é implantar ou recuperar ao longo do ano pelo menos cinco mil quilômetros de estradas em áreas de reforma agrária. O Piauí foi o primeiro estado do País onde houve acordo nesse sentido, com a adesão de quatro prefeituras. Além do combustível nessas máquinas, Guedes afirmou que em algumas situações o Incra pode apoiar a locação de alguns equipamentos para compor uma patrulha mecanizada que vai fazer a manutenção e conservação das estradas.

Apoio

Durante a oficina, muitos participantes, entre prefeitos e representantes de municípios, demonstraram interesse em fazer parte dessa nova dinâmica, que vai permitir não apenas a transformação dos assentamentos em comunidades rurais autônomas econômica e socialmente, como a promoção do desenvolvimento de toda a região na qual se inserem.

Uma medida anunciada pelo presidente foi a de transformar as Unidades Municipais de Cadastramento (UMCs) existentes nas prefeituras em Salas da Cidadania, para atendimento básico, nos moldes do que já é feito nas superintendências regionais da autarquia. “Para isso, já estamos desenvolvendo um sistema informatizado.

Pretendemos investir para que os municípios recebam computadores e um técnico para que as famílias assentadas não tenham que fazer grandes deslocamentos”, completou.

O Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas, promovido pelo Governo Federal e organizado pelo Secretaria das Relações Institucionais da Presidência da República (SRI), teve início nesta segunda-feira (28) e seguiu até quarta-feira (30). O objetivo do encontro foi apresentar aos novos gestores municipais os programas do governo federal que podem ser acessados pelas prefeituras. 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.