MPE quer o arquivar ação contra o Exército pela morte de onça em evento olímpico

MPE quer o arquivar ação contra o Exército pela morte onça em evento olímpico

Amazonas – O Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) pediu o arquivamento da ação  criminal que responsabiliza o Exército pela morte da onça Juma. O animal foi apresentado durante a cerimônia de revezamento da Tocha Olímpica em Manaus e sacrificado após avançar sobre um soldado no fim do evento.

A cerimônia foi realizada no Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs), em junho de 2016. O evento também teve a apresentação da onça-pintada Simba. Após o encerramento da programação, a onça Juma se soltou das correntes ao ser conduzida pelos tratadores à viatura  de transporte.

Na instrução no inquérito policial, o MPF/AM informou que não há provas suficientes para afirmar que foi, de fato, praticado algum crime na realização do evento olímpico.

Segundo o MPF/AM, o pedido de arquivamento foi encaminhado ao Ministério Público Federal na 2ª Instância para ser analisado pela Câmara de Revisão. A manifestação da pasta deve ser levada para a Justiça Federal, que vai decidir sobre a responsabilidade criminal do Exército no ocorrido.

Amzonianarede-Rede Amazonica

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.