Maués lança o Programa de Produção Agropecuária 2013

A Prefeitura de Maués lançou na terça-feira (30) o Programa Municipal de Produção Agropecuário. O evento é uma iniciativa da administração do prefeito Pe. Carlos Góes (PT) através da Secretaria Municipal de Fomento, Produção e Abastecimento – SEPROR.

Dentro do projeto foram apresentados 13 programas: Cinturão Verde, Mais Mandioca e Melhoramento da Qualidade da Farinha, Fruta na Mesa, Expansão da cana-de-açúcar, Mecanização, Piscicultura forte, Avicultura, Expansão da cultura do Guaraná, Pecuária Legal, Meliponicultura, Culturas Anuais, Flor Maués e SIGEM. Nos stands estavam expostos os produtos da agricultura familiar.

Cumprindo com os 30% da compra da merenda escolar regionalizada a Prefeitura anunciou que está aberta a chamada pública para a compra dos produtos da agricultura familiar para a merenda regionalizada.

A SEPROR premiou simbolicamente produtores que já atuam na agricultura familiar. O empresário Celso Scherer que trabalha com a agroindústria de rapadura, açúcar mascavo, suco de caldo de cana elogiou a iniciativa. “O programa da merenda escolar cria mercado, e coloca dinheiro no bolso do cidadão. A iniciativa é promissora”, ressaltou.

O supervisor da Embrapa em Maués, José Ribamar anunciou que até final do ano serão distribuídas 50 mil mudas de guaraná dentro do Acordo de Cooperação Técnica com a Prefeitura.

Objetivo é gerar renda

Na presença de produtores rurais, pescadores, empresários, e segmentos do Setor Primário o Secretário de Produção Ornam Alencar lembrou que Maués é um município produtor e agrícola, e vive o problema da falta de oportunidades de renda para as famílias.

“É impossível o poder público suprir esta lacuna empregando famílias. A missão do poder público é buscar solução independente de política partidária. É dentro do Setor Primário que está à solução para suprir esta lacuna negativa e gerar renda”, argumentou.

Ele ressaltou que a administração municipal desenvolverá os programas em parceria com IDAM, Embrapa, IFAM, Sindicato Rural, Colônia de Pescadores, e outros órgãos que juntos trabalharão as potencialidades econômicas do setor.

“Só ganhamos dinheiro no final do ano com a venda do guaraná. Hoje Maués tem uma dívida com o produtor rural. Uma boa parte do que chega a nossa mesa não é produzida aqui”, ressaltou. Para ele terra, capital, trabalho e responsabilidade são essenciais para gerar riqueza.

Durante o evento foi apresentado o vídeo do Globo Rural que mostrou a produção de pau rosa do empresário Carlos Magaldi em Maués. O representante dos produtores rurais Zacarias Cruz destacou o desafio e a iniciativa da SEPROR – Maués, a falta de estatística e um banco de dados sobre a produção. “A presença da produção e a qualificação do produtor nos remete a um comprometimento de profissionalismo”, enfatizou.

Disse ainda que a merenda regionalizada será um grande desafio. “Não temos ainda essa prática, alguns ensaios foram feitos em outros governos que não deu certo”, destacou. O prefeito em exercício Raimundo Rodrigues que também é pecuarista desejou sorte ao Programa apostando que a mecanização é uma das principais saídas para a revitalização do setor Primário. O evento contou com representantes do IDAM, IFAM, EMBRAPA, AMBEV.

Assessoria – P. M. Maués 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.