Marcelo Serafim critica direção do Sindicato Patronal e dos Rodoviários

Amazonianarede – CMM

Manaus – Nesta quarta-feira (20), os vereadores da Câmara Municipal de Manaus alfinetaram o sistema de transporte coletivo da cidade. Marcelo Serafim (PSB), também, criticou a postura dos donos das empresas e do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo de Manaus que contam com o benefício de 17% de isenção de ICMS. “Estão há nove anos sem recolher os tributos, por outro lado, quando os donos querem aumentar a tarifa, o sindicato dos trabalhadores ameaça fazer greve no dia seguinte, ou seja, não estão preocupado com os trabalhadores e nem com a população”.

O parlamentar também lembrou um fato que repercutiu, na cidade, este ano quando o prefeito, Artur Neto, recebeu a denúncia do empresário César Tadeu da empresa Líder que se recusou a pagar propina para um dos integrantes do Sindicato dos Rodoviários. “É preciso urgentemente cobrar providências do Ministério Público Estadual (MPE), da Polícia Federal e outros órgãos de fiscalização para investigar esse tipo de ação, que prejudica os mais de 700 mil trabalhadores. A sociedade não pode ficar na mão desta quadrilha” atacou o parlamentar.

Em apoio à denúncia de Marcelo Serafim, o vereador Amauri Colares, pediu a Comissão de Transporte e Serviços Públicos da CMM que investigue e tenha provas concretas para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para acompanhar essa grave denúncia feita da tribuna da Casa pelo vereador, Marcelo Serafim. “A população não pode ser massa de manobra de sindicato” argumentou Colares. O vereador Waldemir José (PT) adiantou que já tem um requerimento dele, na CMM, solicitando uma audiência pública para ouvir o Sindicato Patronal e dos Rodoviários, e assim, ver quais os próximos passos a serem dados em torno do polêmico assunto. 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.