Marcelo Odebrecht deve ser ouvido pela PF nesta quinta

Marcelo Odebrecht, deve ser ouvido pela PF hoje
Marcelo Odebrecht, deve ser ouvido pela PF hoje
Marcelo Odebrecht, deve ser ouvido pela PF hoje

Curitiba – O presidente da construtora Odebrecht, Marcelo Odebrecht, que está preso em Curitiba, deverá prestar depoimento à Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (16). Ele falará sobre o bilhete entregue aos advogados com a mensagem “destruir e-mail sondas”.

Esta será a primeira vez que Marcelo Odebrecht será ouvido pelos policiais desde que foi preso, no dia 19 de junho, quando foi deflagrada a 14ª fase da Operação Lava Jato.

Ele é suspeito de participar de fraudes na Petrobras, que alimentaram um esquema de corrupção, desvio e lavagem de dinheiro bilionário na estatal por meio de manipulação de licitações.

O e-mail sobre sondas em questão é considerado pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato na primeira instância, uma das provas da participação da Odebrecht no cartel montado pelas empresas prestadoras de serviços à Petrobras. Nele, é feita uma referência a sobrepreço em uma operação.

O bilhete foi lido e copiado pelos agentes carcerários durante uma triagem sendo, posteriormente, entregue aos advogados de Marcelo Odebrecht. Segundo o delegado da Polícia Federal Eduardo Mauat da Silva, os policiais entenderam “que não haveria problema na entrega do original aos advogados, uma vez que os mesmos iriam ter contato com o preso de qualquer maneira na sequência”.

De acordo com a Odebrecht, o presidente entregou o bilhete aos policiais de boa-fé. O original, ainda conforme a empresa, está com Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Paraná.

14ª fase da Lava Jato As empreiteiras alvo desta fase da Lava Jato foram a Odebrecht e a Andrade Gutierrez. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), as empresas tinham esquema “sofisticado” de corrupção ligado à Petrobras, com depósitos no exterior.

O delegado Igor Romário de Paula afirmou que há indícios bem concretos, com documentos, de que os presidentes das empresas tinham “domínio completo” de atos que levaram à formação de cartel e fraude em licitações, além de pagamento de propinas.

Como a prisão de Marcelo Odebrecht é em caráter preventivo, não há data para que ele venha a responder às acusações em liberdade. Também não há uma denúncia formal contra o executivo.

A prisão preventiva difere da temporária, que tem prazo de cinco dias para ser encerrada, podendo ser prorrogada por outros cinco dias. Normalmente, a prisão preventiva é considerada quando o suspeito tem a possibilidade de interferir no andamento das investigações.

Bilhete comprometedor
Bilhete comprometedor

Nota sobre depoimento

A defesa de Marcelo Odebrecht esclarece que o depoimento marcado para esta quinta-feira, 16 de julho, é apenas sobre o bilhete escrito por ele aos seus advogados.

Preso há 27 dias, Marcelo ainda não foi ouvido sobre os motivos que levaram à decretação de sua prisão, nem há previsão para isso até o momento. Foi iniciativa da defesa de Marcelo comunicar ao juiz Sergio Moro o episódio ocorrido no dia 23 de junho na carceragem da Policia Federal de Curitiba.

Na ocasião, Marcelo Odebrecht entregou de boa-fé um bilhete a um agente da Polícia Federal para comunicação com seus advogados, que passa por triagem interna como medida de segurança, o que de fato aconteceu. Não procede, portanto, a informação de que o bilhete teria sido interceptado pelas autoridades.

No dia 25 de junho, os advogados entregaram o bilhete original, cujo conteúdo apresentava os pontos a serem esclarecidos para impetração do habeas corpus do executivo, à seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Paraná, uma vez que houve violação do sigilo funcional entre cliente e advogado e pediu providências à entidade. A OAB-PR já informou ao juiz e à PF que o bilhete está custodiado na entidade.

A Ordem dos Advogados do Brasil, por meio de parecer do seu procurador nacional adjunto de Defesa das Prerrogativas, também considerou que a transcrição e divulgação do conteúdo do bilhete caracteriza desrespeito ao sigilo profissional dos advogados da empresa.

Amazonianarede-Sistema Globo

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.