Manaus ganha disputa com Rio de Janeiro e será sede de evento nacional sobre Python

centro Vasco Vasques

Em 2021, Manaus será sede de um dos mais importantes eventos de tecnologia realizados no país, a Conferência Python Brasil. Destinada a programadores, analista de sistemas e demais profissionais da área de T.I, o evento deve trazer mais de 1 mil turistas ao estado e conta com o apoio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) e da empresa Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam).

Para o diretor-presidente da Prodam, João Guilherme de Moraes Silva, a Conferência Python Brasil é uma oportunidade para popularizar o conhecimento sobre a linguagem, especialmente para moradores do interior do estado.

“Hoje temos no interior do Amazonas muitos alunos da UEA (Universidade do Estado do Amazonas) e do Cetam (Centro de Educação Tecnológica do Amazonas) que estudam programação. Trazer um evento desse porte para Manaus é contribuir para a formação desses alunos, que dificilmente conseguiriam participar em outro estado”, afirmou.

A presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros, destacou que o evento inédito na região Norte vai movimentar toda a cadeia do turismo, aquecendo a economia local. “São mais de 50 segmentos que serão aquecidos com a realização deste evento, que vai reunir programadores de todo o país. O Amazonas está pronto para receber o turista e realizar um evento inesquecível no meio da Amazônia”, disse Roselene.

A escolha – O evento foi captado pela Amazonastur e deve ocorrer no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques. Manaus concorreu com o Rio de Janeiro para ser a sede do evento em 2021. Segundo o integrante do grupo que organizou a defesa da cidade ao evento e membro da comunidade Python, Ramayana Assunção Menezes, contou muito o apoio do Governo do Estado para que a capital amazonense fosse escolhida.

“Normalmente, as candidaturas são pequenos esboços do que pode ser realizado, porém Manaus chegou com uma representante do Governo do Estado do Amazonas (Adriana Papa, chefa do setor de Capitação de Eventos da Amazonastur), garantindo a cessão do Centro de Convenções Vasco Vasques e estruturas adjacentes para a realização do evento. Isso, sem falar no quesito ‘Amazônia’, que sempre pesa forte a nosso favor”, disse.

Agora que a sede já foi confirmada, Ramayana, que também é colaborador da Prodam, explica que os grupos locais PyNorte (http://pynorte.python.org.br/), PyLadies e PyData devem se organizar para planejar o evento.

“Embora o local já tenha sido obtido, vários detalhes restam abertos, como estandes, alimentação, sinalização, marketing, limpeza, softwares para inscrição, gravação de áudio e vídeo. A comunidade precisa também redigir um plano de marketing para apresentar a possíveis patrocinadores do evento e organizar uma exposição para os anunciantes, feira de empregos e opções turísticas para os visitantes.

Além da Prodam e da Amazonastur, o evento também já conta com o apoio de empresas e instituições de tecnologia, entre eles Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT), Fundação Paulo Feitoza (FPF) e Sidia – Instituto de Ciência e Tecnologia.

amazonianarede
ASCOM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.