José Melo anuncia mais investimentos em Manacapuru (AM)

(Foto: Alfredo Fernandes – Agecom)

Produtores de juta e malva de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus) foram os primeiros a receber o subsídio pago pelo Governo do Estado para o segmento referente à safra 2012/2013.

Ao todo, serão R$ 2.660.221,49 em subvenção para dez municípios. Em Manacapuru, 750 juticultores foram beneficiados em solenidade nesta sexta-feira (20), com a presença do vice-governador José Melo, que também anunciou investimentos em segmentos como a piscicultura e nas áreas da saúde, educação e infraestrutura.

O subsídio é pago pelo Governo por meio da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror). Em Manacapuru, o vice-governador também assinou, em conjunto com o titular da Sepror, Eron Bezerra, a Ordem de Serviço para mecanização de 200 hectares para o plantio de mandioca e ainda a autorização de uso para acesso a 100 hectares de lâmina d’água para fomentar a piscicultura no município.

O vice-governador destacou a importância dos investimentos na cidade de Manacapuru, que, segundo ele, é um dos municípios mais importantes em potencial econômico do Estado. “Nós precisamos dar condições para que esses produtores produzam cada vez mais, mas ainda mais importante do que isso são os investimentos que o governador Omar vai trazer na próxima semana para Manacapuru”, disse José Melo ao antecipar que o governador vai anunciar nos próximos dias R$ 300 milhões em novos investimentos na cidade.

Subsídios – Neste ano, segundo o secretário Eron Bezerra, o subsídio foi reajustado em 100%. “O valor da subvenção pago pelo Governo no quilo da fibra aumentou de R$ 0,20 para R$ 0,40 centavo. Temos aí um aumento de 100%”, destacou.

Além de Manacapuru, receberão a subvenção os produtores dos municípios de Anamã, Anori, Beruri, Coari, Careiro da Várzea, Codajás, Caapiranga, Iranduba e Manaquiri. Os produtores receberão a ordem de pagamento referente à safra 2012/2013, que é de sete mil toneladas.

O valor mínimo do quilo da fibra embonecada no mercado é de R$ 1,96, e o da fibra prensada é de R$ 2,17. Com a subvenção do Governo do Estado, o valor alcançado pelo produtor com a comercialização mínima da fibra chega a R$ 2,36, a fibra prensada, e R$ 2.57, a fibra embonecada. Do valor total investido da subvenção, o município de Manacapuru receberá R$ 1.727.500,24 destinados a 750 produtores.

Piscicultura – A autorização do uso de hectares de lâmina d’água para fomentar a piscicultura no município vai beneficiar mais de 100 famílias. Serão construídos, em até três meses, mais de 600 tanques escavados com capacidade para produzir mais de oito toneladas de pescado cada um.

O vice-governador destacou que Manacapuru, futuramente, vai se tornar o maior produtor de peixe do Estado, graças aos investimentos que estão sendo feitos pelo Governo e ressaltou a construção da primeira fábrica de calcário no município, que vai baratear a matéria-prima. “O calcário, que antes era comprado a R$ 600, agora vai custar cerca de R$ 150 graças à nova fábrica”

Para a produção do pescado, as famílias vão ter acesso à pós-larva oriundas da Unidade de Produção de Alevinos (UPA) de Manacapuru. Além disso, os piscicultores vão comprar ração de peixe a um preço mais barato. Será criada uma companhia estadual para compra e comercialização de ração de peixe. A nova companhia será vinculada à Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS). A ração será vendida a preço de custo aos produtores.

Distrito Industrial – O vice-governador José Melo também se reuniu com cerca de 20 representantes da Associação Comercial da Região Metropolitana de Manacapuru, que apresentaram a proposta de criação de um distrito industrial para o município.

José Melo afirmou que, para que a criação do polo industrial se consolide é preciso que os benefícios da Zona França de Manaus sejam estendidos aos municípios da Região Metropolitana. Ele afirmou que a Secretaria de Estado de Planejamento já está trabalhando nessa questão e na próxima semana o governador Omar Aziz deve anunciar medidas em relação ao assunto. “Manacapuru pode sonhar com uma nova perna econômica. Manacapuru vai ser um local de grande atração para todo mundo. Então é mais do que justo o pleito dos empresários hoje”.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.