Grupo mantém cerca de 30 reféns em Nairóbi 24 horas após ataque

(Amazonianarede Com informações da Reuters)

Islâmicos ainda se escondem com reféns em shopping da capital queniana; ataque deixou 59 mortos e feriu 175 em luxuoso centro comercial.

O grupo fundamentalista Al Shabab mantém retidos cerca de 30 reféns há 24 horas no shopping Westgate, em Nairóbi, onde um ataque matou pelo menos 59 pessoas e feriu 175.

O ataque começou perto das 13h (local, 7h de Brasília) de sábado, quando dez membros o grupo somali invadiu o centro comercial lançando granadas e atirando contra as pessoas que estavam no local.

Desde então, o shopping está tomado pelo Exército queniano, que, segundo o governo, conseguiu resgatar mais de mil pessoas. Durante a noite, houve novos tiroteios e uma pequena explosão no interior do complexo. Ao amanhecer, o cerco aos terroristas foi reforçado com pelo menos 50 veículos blindados.

O ministro do Interior, Joseph Ole Lenku, informou neste domingo que os radicais mantêm 30 reféns no interior do shopping, onde se encontram entrincheirados. Segundo ele, as autoridades quenianas têm o controle do circuito de segurança do edifício e sabem onde está o grupo, mas optou por não revelar “por motivos de segurança”.

O presidente Uhuru Kenyatta, enfrentando seu maior desafio de segurança desde a eleição em março, afirmou que alguns membros próximos de sua família estão entre os mortos, e prometeu derrotar os militantes.
“Superamos ataques terroristas antes”, disse ele.

O ataque é o maior no Quênia desde que uma célula da al Qaeda no leste da África bombardeou a embaixada dos Estados Unidos em Nairóbi em 1998, matando mais de 200 pessoas. Em 2002, a mesma célula militante atacou um hotel israelense e tentou derrubar jatos israelenses em um ataque coordenado.

O ministro do Interior, Joseph Ole Lenku, disse a repórteres que o número de mortos subiu para 59, e que as forças de segurança estão fazendo tudo que podem para resgatar os reféns que ainda estão dentro do shopping center.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.