Governador Omar Aziz inaugura Residencial Viver Melhor, com 3.511 moradias

Amazonianarede – Agecom

Manaus – O Residencial Viver Melhor, maior conjunto habitacional do País dentro do programa Minha Casa Minha Vida, para famílias com renda até R$ 1.600, foi inaugurado na noite desta quinta-feira, 20 de dezembro, no bairro Santa Etelvina (zona norte). O governador Omar Aziz destacou a parceria com o Governo Federal para realização do empreendimento, cuja inauguração contou também com a presença do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, do vice-governador José Melo e da presidente do Fundo de Promoção Social (FPS), primeira-dama Nejmi Aziz.

“A parceria com a presidenta Dilma (Rousseff) tem permitido que muitas obras sejam realizadas para o povo amazonense. Ela tem honrado com todos os compromissos assumidos comigo”, disse Omar Aziz, ao também anunciar que outras 2.600 casas deverão ser construídas no Cacau Pirêra, atendendo famílias vítimas da última cheia dos rios do Estado. O projeto das casas já está em análise no Ministério das Cidades.

A inauguração também contou com a presença da secretária nacional de Habitação, Inês Magalhães, e da diretora nacional do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Maria Caldas, que representou a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. A cerimônia representou a entrega oficial da primeira etapa do Residencial Viver Melhor, que terá no total 8.895 unidades habitacionais até meados de 2013.

Nesta etapa, 3.511 famílias receberam suas novas moradias, entre casas e apartamentos. Do total de unidades, 107 casas são adaptadas a pessoas com deficiência e idosos. O conjunto possui ainda ruas pavimentas e arborizadas, estação de tratamento de esgoto, rede de energia elétrica e água encanada. Cada bloco de apartamento tem 16 unidades, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Na solenidade de inauguração, Ana Paula Carvalho e Rosani Péres receberam as chaves da casa e do apartamento delas, respectivamente.

“Eu acho que são duas coisas que uma família sempre sonha: dar uma boa educação para os filhos e ter a casa própria. A casa própria estamos fazendo e vamos ter, somente aqui no conjunto, quase 9 mil unidades. Tem muita cidade do interior que não tem a quantidade de casas que tem esse conjunto”, disse o governador Omar Aziz. Segundo ele, o Governo do Estado agora investe na infraestrutura para que as famílias tenham o necessário para vivem bem em suas novas moradias.

Ao todo, foram investidos nesta etapa R$ 196,3 milhões, sendo R$ 41,030 milhões do Governo do Amazonas, que também está investindo mais de R$ 150 milhões em infraestrutura, incluindo vias de acesso já concluídas e o conjunto de aparelhos públicos, como escolas, delegacias e unidades de saúde que estão sendo implantados no local. O terreno onde o empreendimento foi erguido também foi doado pelo Estado.

Na segunda etapa do Residencial Viver Melhor, cujo investimento é da ordem de RS$ 354,7 milhões, também através do programa Minha Casa Minha Vida, serão construídas outras 5.384 unidades, das quais mil já estão prontas. A expectativa é entregar a segunda etapa, completando 8.895 casas e apartamentos, no final de 2013.

Mais investimentos

Durante a inauguração, o governador Omar Aziz formalizou também convênio com a Associação Orquídea do Movimento de Mulheres por Moradia, que vai resultar na construção de 600 casas nos moldes do programa Minha Casa Minha Vida, também em Manaus.

De acordo com o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, a previsão do Governo Federal é ter no Amazonas pelo menos 30 mil unidades construídas por meio do programa Minha Casa Minha Vida. Segundo ele, algumas destas unidades já estão em fase de contratação com o Governo Federal. Em relação às 2.600 casas que serão construídas no Cacau Pirêra, o ministro disse que a expectativa é concluir o mais rápido possível o projeto para iniciar a construção.

Critérios de seleção para o Residencial Viver Melhor

As famílias beneficiadas na primeira etapa do Residencial Viver Melhor foram selecionadas no banco de dados da Suhab através dos critérios estabelecidos pelo Ministério das Cidades e do Governo do Estado.

Conforme critérios do Ministério, podem se candidatar às unidades famílias chefiadas por mulheres e famílias residentes em áreas de risco. No âmbito estadual, os critérios de prioridade são famílias com filhos com residência fixa em Manaus há, no mínimo, três anos; famílias que residem na condição de cedidos ou alugados, que não foram contempladas com programas habitacionais de esfera federal, estadual, municipal bem como assentamentos; e famílias com membros que possuam doenças crônicas degenerativas. Somando a um desses critérios, a renda familiar não pode ultrapassar R$1.600.

Na análise, a Caixa também avaliou a capacidade financeira das famílias. Os imóveis foram financiados por um período de 10 anos, com prestações que não podem ultrapassar 5 % da renda familiar.

(FOTOS: ALEX PAZUELLO)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.