Fronteira com a Venezuela ficará fechada até 7h de segunda-feira

Boa Vista – A Guarda Nacional Venezuelana fechou, no final da tarde de ontem, a fronteira com o Brasil, em Pacaraima, e só vai reabri-la a partir das 7h da próxima segunda-feira, 15.

O motivo é que no domingo os venezuelanos vão às urnas escolher o novo presidente. Os principais candidatos são: o chavista Nicolás Maduro e o oposicionista Henrique Capriles.

A Folha apurou, no começo da noite de ontem, que apenas os carros com placa brasileira que retornavam da Venezuela para o Brasil estavam sendo autorizados a cruzarem a fronteira ontem à noite. Os venezuelanos que estavam no Brasil também foram autorizados a retornarem para a Venezuela.

Muitos venezuelanos também foram liberados pela Guarda Nacional para atravessar e buscar os filhos nas escolas, em Pacaraima, município a 220 quilômetros da Capital, pela BR-174, ao Norte, que faz limite com a cidade venezuelana de Santa Elena de Uairen.

A partir de hoje, segundo uma fonte em Santa Elena, a fronteira fecha totalmente e só voltará a abrir na manhã da próxima segunda-feira. Na cidade venezuelana, desde ontem as aulas já haviam sido suspensas e outros órgãos públicos também não funcionavam.

O secretário estadual de Assuntos Internacionais, Eduardo Oestreicher, disse, no começo da noite de ontem, por telefone, que já havia mantido contato com o cônsul venezuelano Efrain Flores, mas que ainda aguardava um retorno.

“Ele ainda não tinha sido comunicado oficialmente sobre o fechamento da fronteira, mas me avisou que iria entrar em contato com o comandante da Guarda Nacional do seu país para obter mais detalhes e que depois me retornaria”, disse Oestreicher.

Sobre o impedimento na fronteira, o secretário vai procurar saber como ficará a situação dos brasileiros que têm dupla nacionalidade. “A qualquer momento o cônsul venezuelano me dará mais informações dos procedimentos que deverão ser adotados na fronteira, até que volte à normalidade”, frisou.

Mesmo parcialmente aberta ontem, a barreira venezuelana não registrou nenhum tumulto até a noite. “Está tudo calmo. Os brasileiros que estavam na Venezuela estão voltando sem problemas para Roraima. E os venezuelanos que estavam aí [Boa Vista] também estão retornando para cá”, comentou a fonte.

ELEIÇÕES – Faltando cinco dias para as eleições presidenciais na Venezuela, dois candidatos disputam a vaga deixada por Hugo Chávez, que há um mês morreu em decorrência de um câncer: Nicolás Maduro e Henrique Capriles. O primeiro é atual presidente interino e candidato do movimento do chavismo. O segundo é o candidato da aliança opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD).

Fonte – Folha BV 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.