Fast vence o Manaus e conquista a Copa Amazonas

Fast, finalmente campeão
Fast, finalmente campeão
Fast, finalmente campeão

Amazonas – Após um longo jejum que durou mais de 40 anos, a torcida fastiana finalmente teve a alegria de festejar um título. O Fast, conquistou ontem no estádio Carlos Zamith, a Copa Amazonas de futebol goleando o Manaus por 5 a 2.Era tudo o que a torcida queria para cair na festa, justa e merecida após tantos anos de espera.

Desde o último título do Campeonato Amazonense, conquistado em 1971, o Fast Clube não sabia o que era levantar uma taça de campeão no estado. Após várias tentativas no estadual, enfim nesta sexta-feira, no estádio Carlos Zamith, na capital, goleou o Manaus FC por 5 a 2 e pôde comemorar o título da Copa Amazonas. Foram 44 anos de jejum. Os gols da vitória foram marcados por Jackie Chan (dois), Romarinho (dois) e Delciney. O Gavião descontou com Claílson e Purá.

O título da competição, que garante o time na Copa Verde de 2016, é uma espécie de exorcismo de toda a zica que o time carregou nesses anos sem levantar um caneco. E olha que as histórias não foram poucas. Entre elas estão uma lavadeira que, em meados dos anos 70, ficou sem receber e jurou que o time nunca mais seria campeão. Outras são de que foi enterrada a cabeça de um burro enterrada entre outras.

Mas o fato é que o time saiu da fila e, para os jogadores que participaram da campanha do título da Copa Amazonas, como o atacante Romarinho, artilheiro da competição, ao lado de Jackie Chan (também do Fast) com cinco gols, ressaltou a importância de ter sido um dos atletas a fazer parte da equipe que quebrou o jejum de 44 anos.

– Agora é comemorar porque o Fast estava precisando deste título. Aqui no Fast eu tive uma passagem muito boa no início do ano e graças a Deus eu tou podendo repetir e melhor ainda com o título, né? Agradeço a Deus e familiares que sempre estiveram perto de mim. Está aí, né? Este título que o Fast sonhava a tantos anos e deu certo hoje, graças a Deus. A gente vem sempre com o intuito de entrar para a história. De guardar nosso nome na galeria. Graças a Deus hoje o meu nome hoje meu nome vai está aí como campeão.

Time chegou perto muitas vezes

Como a Copa Amazonas está em sua primeira edição, a única alternativa de competição local era o estadual. Desde que conquistou o último título, em 1971, o Fast bateu na trave várias vezes, para ser mais preciso, foram oito vezes com o título de vice-campeão. O último foi em 2012, quando perdeu para o Nacional.

Em 85 anos de vida, o Fast Clube conquistou seis títulos estaduais, colecionou histórias. Mas apesar de não ter tantos títulos amazonenses, protagonizou, em 1980, o duelo contra o Cosmos, time que o Pelé jogou, e arrastou mais de 50 mil pessoas para o antigo estádio Vivaldo Lima, onde foi construída da Arena da Amazônia e que foi palco de quatro jogos da Copa do Mundo.

Miwstur5ado com a torcida, jogadores fazem a festa
Miwstur5ado com a torcida, jogadores fazem a festa

O jogo para quebrar o jejum

Na partida desta sexta, o Fast começou a partida pressionando e em busca do gol, já que o adversário, jogava pelo empate. Porém, aos 28 minutos, o Manaus abriu o placar em uma jogada de contra-ataque. Tety avançou em velocidade pela direita e cruzou para Claílson, que não perdoou e chegou ao seu quarto gol na competição. Neste momento, todos os fantasmas de vice voltaram. Porém, três minutos depois, o zagueiro do Gavião, Fábio Gomes, vacilou, Romarinho roubou a bola e cruzou para Jackie Chan. O baixinho deu um drible de corpo em um zagueiro e marcou o gol do empate.

No segundo tempo, o Manaus fez algumas alterações, mas quem voltou melhor foi o Fast. A equipe virou o jogo logo aos seis minutos. Romarinho, em jogada individual, para avançou pela esquerda e chutou sem chances para o goleiro Jonathan. Após o gol, o Rolo Compressor continuou no ataque e conseguiu um pênalti aos 21 minutos. Fábio Gomes derrubou Jackie Chan na área. Na cobrança, aos 23, Delciney não desperdiçou.

O quarto gol do Fast veio aos 30 minutos. Jackie Chan recebeu lançamento na frente, avançou em velocidade e tocou na saída de Jonatha e correu para o abraço. Sete minutos depois, Júnior Neymar avançou pela direita e cruzou para Romarinho fazer o quinto. O Manaus ainda chegou a fazer o segundo gol aos 50 minutos. Tety cruzou na área e Purá marcou.

Amazonianarede-Rede Amazonica

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.