Famílias brasileiras são expulsas da Bolívia

Pelo menos 434 famílias brasileiras que habitam a faixa de fronteira na Bolívia ainda aguardam serem assentadas pelo INCRA, do lado brasileiro.

434 tiveram a saída determinada pelo governo boliviano baseado na Constituição do país que proíbe que estrangeiros ocupem terras na faixa de 50 quilômetros de fronteira. De acordo com o INCRA ao todo eram 554 famílias brasileiras nessa situação, porém, 120 já foram assentadas pela Superintendência do INCRA no estado do Acre.

As famílias restantes devem ser assentadas ainda em 2013, o que custará ao Brasil aproximadamente R$ 56 milhões, na aquisição de terras, demarcação, licenciamento ambiental, construção de estradas, poços artesianos, cadastramento das famílias e concessão de créditos para o início da atividade produtiva e construção de moradias.

A definição de áreas para o assentamento das famílias de brasileiros trabalhadores rurais que habitam a faixa de fronteira dentro da Bolívia foi discutida na quarta-feira (14), na superintendência do INCRA em Rondônia, com a participação de gestores do INCRA e representantes de entidades ligadas à questão.

Participaram da reunião o presidente da comissão binacional Brasil-Bolívia, Luiz Carlos Velasco, o representante do Consulado do Brasil em Cobija, Guillermo Barbosa, o representante da Organização Internacional para as Migrações (OIM), Denis Leonardo Rodrigues Bautista, o servidor do INCRA/AC, Hildebrando Veras de Menezes Sobrinho, e os chefes de divisões do INCRA/RO, Maria Amália Ferreira, Cletho Muniz de Brito e Eustáquio.

(Fonte: Correio de Notícias)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.