Estamos cumprindo as metas, diz Arthur após reunião com os secretários

Amazonianarede – Semcom

Manaus – A avaliação do trabalho desenvolvido pelas secretarias municipais durante os primeiros 15 dias de governo foi positiva, segundo o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto. Em reunião com o secretariado na manhã desta terça-feira, 15, ele recebeu relatórios de todas as secretarias que compõem a administração, onde foi possível traçar um perfil do que já foi realizado e com isso elaborar novas metas para os próximos 85 dias. “De um modo geral, percebi que todas as secretarias cumpriram suas metas. Umas mais visíveis, como a de limpeza e de infraestrutura e outras menos visíveis, mas que tomaram providências muito relevantes no plano administrativo, preparando com isso a saúde da cidade”, destacou Arthur.

Para os próximos dias, o prefeito anunciou que um novo modelo de gestão estará sendo implantado. Todos os secretários deverão participar de um seminário onde serão discutidos, principalmente, cortes de custeio, aumentando assim, a capacidade de investimento do município. O projeto tem a frente o consultor em gestão, Vicente Falconi, e o empresário Jorge Gerdau. O modelo já foi implantado em outras capitais brasileiras como Recife, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

As áreas da educação e da saúde preparam ações importantes que devem ser executadas dentro do Plano de 100 dias. Em março, a prefeitura de Manaus vai entregar cinco creches, que estão em fase de conclusão, e as unidades móveis de saúde devem chegar à zona rural rodoviária e ribeirinha. “Já está sendo feito o acordo com as balsas para facilitar esse trabalho. Não podemos esquecer a população ribeirinha, carente desse tipo de atendimento, e de uma forma enérgica passará a ser atendida”, afirma.

Prefeitura firma parcerias com governo federal

O prefeito antecipou que o ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivela, virá a Manaus em data ainda a ser confirmada. O encontro vai definir os últimos ajustes para a entrega do terminal pesqueiro, que deve abrigar parte da Secretaria de Feiras, Mercados e Empreendedorismo. A iniciativa, além de facilitar o entendimento com o setor, vai reduzir gastos com aluguéis de prédios onde funcionam as secretarias e gerencias.

Outra parceria, diz respeito às casas populares. O dinheiro para a construção de 3500 unidades já está à disposição da prefeitura além de existir um contrato para a construção de mais 1500. Arthur destacou que como o contrato é antigo, o dinheiro se tornou insuficiente para construção das casas, mas que um novo acordo com o governo federal deve resolver o impasse.

“O dinheiro é para construir as 1500 casas. Se eu fizer menos, eu to me expondo ao crivo do Ministério Público da União porque ele vai dizer que o objeto era outro. O mais fácil seria devolver o dinheiro, mas ontem mantive um novo entendimento com a Caixa Econômica Federal que submeteu o assunto à Brasília e já estamos chegando a um consenso”, concluiu.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.