Estado realizou mais de 20 mil exames de câncer durante o outubro rosa

Amazonianarede/Agecom

Manaus – Um passeio ciclístico pelas principais ruas de Manaus marcou o encerramento do Outubro Rosa 2012. Durante a campanha, o Governo do Amazonas ampliou a oferta de mamografias e do teste de papanicolau atendendo mais de 21 mil mulheres com os exames que diagnosticam o câncer de mama e do colo do útero, os dois tipos da doença que mais matam mulheres no Estado.

O número de exames realizados durante o Outubro Rosa representa um crescimento de 37% na comparação com a média registrada nos demais meses do ano. “Historicamente, o movimento aborda o câncer de mama, mas aqui, no Amazonas, a gente incluiu o de colo uterino porque ele também afeta muitas mulheres”, frisou a coordenadora Estadual de Atenção Oncológica do Amazonas, Marília Muniz.

Segundo Muniz, ao chamar a atenção para a doença, a campanha levou aos consultórios mulheres que pertencem ao grupo de risco, mas que nunca tinham buscado pelos exames. “A partir do momento em que você aumenta a oferta, mulheres que nunca realizaram os exames fazem. Você traz as pessoas com doenças em estágio inicial e assim elas têm mais chances de cura. Fazer a prevenção é essencial”, disse.

Conforme a coordenação Estadual de Atenção Oncológica, foram realizados 15 mil exames papanicolau, para diagnóstico do câncer no colo do útero, e outras seis mil mamografias. Em média, o sistema estadual de saúde registra, mensalmente, 12 mil testes de papanicolau e 3,3 mil mamografias. “O diagnóstico na fase inicial é importantíssimo porque aumenta significativamente as chances de cura. O câncer de colo uterino é 100% curável se for diagnosticado logo no início e o câncer na mama, quando conhecido precocemente, é mais fácil de ser curado”, reforçou Muniz.

Neste ano, 35 municípios do Amazonas aderiram ao Outubro Rosa e desenvolveram ações educativas e mobilização popular para chamar a atenção para a doença, sob a orientação do Governo do Estado. Monumentos e espaços de grande circulação, como a Ponte Rio Negro e o Teatro Amazonas, receberam iluminação especial na cor rosa. Em Manaus, as atividades foram coordenadas pela Fundação Centro de Controle de Oncologia (FCecon), por meio do Departamento de Prevenção e Controle do Câncer.

Segundo informações do DPCC, o câncer de mama é, na classificação geral da doença, o que mais mata mulheres em todo o mundo. Contudo, na capital amazonense, a campanha também aborda temas relacionados à prevenção do câncer de colo uterino, que no Estado é o mais incidente e que mais mata mulheres. A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) é que o Amazonas registre 600 novos casos de câncer de colo de útero e outros 320 casos de câncer de mama, somente este ano.

Os exames preventivos de câncer de colo do útero podem ser feitos em todas as Unidades Básicas de Saúde através de agendamento prévio. A mamografia, que é utilizada para identificar o câncer de mama, é solicitada na UBS e é realizada em clínica radiológica conveniada ao SUS.

Pedala Manaus

Na ultima mobilização do Outubro Rosa, centenas de ciclistas do grupo Pedala Manaus participaram da campanha percorrendo grandes avenidas de Manaus. O grupo saiu do Parque dos Bilhares (avenida Constantino Nery) e seguiu em direção ao Igarapé do Mestre Chico, próximo à área central da cidade. Ao longo do trajeto, chamou a atenção de motoristas e pedestres que saudaram a iniciativa.

Os ciclistas pedalaram por mais de 14 quilômetros e estavam vestindo camisetas e bandanas da campanha. Durante o trajeto, houve paradas para a distribuição de material educativo para pedestres e motoristas.

O Pedala Manaus existe desde 2010 e foi criado para incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte, esporte e lazer. Mais de 2,6 mil pessoas fazem parte grupo, segundo a organização.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.