Em alta com a torcida, Flamengo encara o Bahia no Engenhão

FlaxBahia

FlaxBahia

Rio – Longe de resultados objetivos, o Flamengo conseguiu uma vitória difícil de ser mensurada nas últimas rodadas: a reconquista da confiança da torcida. Mais de 17 mil ingressos já foram vendidos, e a promessa é de casa cheia no jogo desta quinta-feira, contra o Bahia, às 21h, no Engenhão. A confiança da torcida foi restabelecida, e a história ensina que, quando há química entre campo e arquibancada, fica difícil segurar o Rubro-Negro.

A torcida do Flamengo suporta atuações ruins e até uma derrota em clássico, como ocorreu no Fla-Flu do domingo passado. Mas tem tolerância zero com a falta de vontade em campo. Desde a derrota para o Santos por 2 a 0, na Vila Belmiro, o time tem mostrado que aprendeu como deve ser a postura em campo quando se veste o manto sagrado.

“Não houve uma conversa. É o dia-a-dia, é isso que vocês (jornalistas) viram hoje (quarta-feira). Eu poderia ter feito um rachão, dois toques… Mas preferi repetição, exigência e cobrança. Esse é o caminho. E os jogadores estão abraçando a causa. A perspectiva agora é bem melhor”, disse o técnico rubro-negro Dorival Júnior.

A mudança de comportamento teve o reconhecimento dos torcedores rubro-negros. Na rodada seguinte, havia 15 mil pessoas no Engenhão para assistir ao empate em 1 a 1 com o Grêmio. Antes, apenas contra Internacional, Santos e Corinthians, no primeiro turno, o Flamengo havia atraído mais de 10 mil torcedores para o estádio, sem contar com os clássicos regionais.

FESTA COMEÇOU

Diante do lanterna Atlético-GO, no Serra Dourada, vitória de virada para 23 mil pessoas, a maioria de flamenguistas. A nova fase, somada ao ódio por Ronaldinho, levou quase 40 mil espectadores ao Engenhão, contra o Atlético-MG. E o time ganhou de novo. Até contra o líder Fluminense os rubro-negros estavam em maior número. Mesmo que tardiamente, começou a festa rubro-negra no Brasileiro. Dorival mantém os pés no chão, mas enaltece a evolução de sua equipe.

“Sempre cria-se uma incógnita e algumas incertezas, mas, na minha concepção, à exceção do jogo contra o Internacional, nós vínhamos jogando melhor do que os adversários mesmo quando perdíamos”, analisou o treinador, otimista.

UMA DÚVIDA NA ESCALAÇÃO

O atacante Hernane será o substituto de Vagner Love, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, enquanto Magal entra na vaga de Ramon, expulso no Fla-Flu. Mas o técnico Dorival Júnior ainda tem uma dúvida no meio-campo.
Nesta quarta-feira, o treinador escalou Ibson, Renato, Léo Moura e Cleber Santana na parte aberta à imprensa do treino. Ele, porém, ainda não decidiu se volta com Renato ou se mantém Amaral.

“Com Renato e Ibson o time ganha dinâmica maior e a transição fica mais rápida. Mas a retomada da posse de bola ganha maior importância porque não teremos um cabeça de área”.

Os outros jogos da rodada:

(Fonte: O Dia)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.