Eleição americana reflete no desempenho das bolsas europeias

Amazonianarede – Ag. Internacionais

Estados Unidos – Os principais mercados acionários da Europa encerram com ligeiras altas nos pregões desta terça-feira. Esse ‘ligeiro’ otimismo dos investidores se deu pela expectativa da eleição nos Estados Unidos, que acabou ofuscando os problemas na zona do euro.

Os eleitores norte-americanos decidem se reelegem o presidente Barack Obama, dando mais quatro anos de mandato, ou se substituem por Mitt Romney.

Conforme uma pesquisa nacional conduzida pelo Pew Research Center e divulgada no último dia 4, Obama ficou com 48% das intenções de voto e Romney 45%. A pesquisa, realizada entre o dia 31 de outubro a 3 de novembro entre 2.709 prováveis eleitores, apresentou uma margem de erro de 2,2%.

Hoje, o Banco da Inglaterra e o Banco Central Europeu (BCE), deixaram suas taxas de juro inalteradas em reuniões até 8 de novembro, de acordo com a pesquisa dos economistas. Ainda nesta terça-feira, o presidente da China, Hu Jintao, provavelmente entregará a liderança do Partido Comunista do vice-presidente Xi Jinping em um congresso que começa no mesmo dia.

Ao final desta jornada, em Frankfurt, o índice DAX 30 ficou com alta de 0,68% aos 7.376 pontos; em Milão, o índice FTSE-MIB subiu 0,90% ficando com 15.683 pontos; em Madri, o índice Ibex 35 valorizou 0,23% ficando com 7.836 pontos; em Paris o índice CAC-40 teve alta de 0,87% ficando com 3.478 pontos; e em Londres, o índice FTSE-100 perdeu 0,67% aos 5.878 pontos.

No Velho Continente, as novas encomendas à indústria na Alemanha caíram 3,3% em setembro em comparação com o mês anterior, quando houve recuo de 0,8% (dado revisado).

O número veio pior do que as estimativas do mercado, que apontavam baixa de 0,3% (previsão Forex Factory).
O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) acelerou 0,2% em setembro na zona do euro e 0,3% na União Europeia, comparado ao mês anterior.

Em setembro, os preços avançaram 0,9% e 1,1%, respectivamente, de acordo com o escritório estatístico europeu, o Eurostat.

A produção industrial do Reino Unido caiu 2.6% em setembro comparado ao mesmo período do ano passado, segundo informações divulgadas hoje pelo escritório de estatísticas da região, o National Statistics.

Na relação mensal, a queda foi de 1,7%, bem abaixo da queda de 0,5% de agosto, e inferior à estimativa do mercado, de baixa de 0,6% (previsão Forex Factory).

O índice gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) composto, medida ampla do setor privado que combina dados manufatureiros e de serviços, da zona do euro caiu para 45,7 pontos em outubro, ante 46,1 no mês anterior.

A primeira estimativa para o indicador marcava recuo para 45,8 pontos, acima do dado final em outubro.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.