Cultura do coco avança no Juruá com incentivo do governo do Estado

Amazonianarede – Seaprof

Rio Branco, AC – O plantio de coco, da variedade coco-anão, incentivada pelo governo do Estado na região do Juruá, já chegou a mais de 61 mil mudas. São quase 300 hectares de área plantada. Junto com a distribuição das mudas também vêm a mecanização e a adubação do solo. O produtor Dedimar Lopes de Oliveira aposta na cultura da fruta e iniciou o plantio em dois hectares em sua propriedade.

Entre as ações que vêm sendo desenvolvidas pelo governo do Estado no Vale do Juruá, através da Secretaria de Produção, está a mecanização com a distribuição de calcário. O calcário tem baixo custo (mas, no caso do Acre, requer um longo trecho de transporte, já que não é disponível na região), aumenta a eficiência da adubação, corrige a acidez do solo e atua como fertilizante.

O objetivo do governador Tião Viana iniciou seu mandato decidido a criar no campo uma nova classe média: a rural. Para isso, tem investido em diversos programas de apoio à produção agrícola, oferecendo uma diversidade produtiva para que o produtor familiar tenha diversas alternativas de renda: peixe, ovelhas, frutas, frango, suíno, cocoe roçados.

“Tudo que o produtor planta tem mercado, mas é preciso plantar e cuidar”, garante Dedimar Lopes de Oliveira, proprietário da Colônia Boa Vista, localizada na BR-307, quilômetro 22, em Cruzeiro do Sul. Ele iniciou o plantio de dois hectares de coco, da variedade coco-anão, cujas mudas estão sendo distribuídas pelo governo.

Desde 2011 o projeto vem sendo desenvolvido em Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima. O objetivo de alcançar 400 hectares plantados até 2014 já está próximo. Até o fim de dezembro serão 297 hectares, cujo plantio será concluído na região com 170 famílias atendidas.

As ações transversais na área agrícola, de acordo com secretário de Produção, Lourival Marques, vão desde a destoca, aradagem e a pulverização do calcário no solo. “Isso garante uma terra boa por até oito anos, reduzindo a pressão sobre o desmatamento e as queimadas”, explica. Nessa ação está previsto atender duas mil famílias, com a distribuição de quatro mil toneladas de calcário, o que abre a possibilidade de alternar culturas e ter plantação o ano inteiro.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.