Cresce o mercado de imóveis usados no Amazonas

O mercado de imoveis usados em Manaus, está em alta

 

O mercado de imoveis usados em Manaus, está em alta
O mercado de imoveis usados em Manaus, está em alta

Manaus, AM – Há quase dois meses os representantes do segmento imobiliário do Amazonas sentem uma mudança no mercado com o aumento de pelo menos 10% na procura por imóveis usados, em relação ao primeiro semestre do ano.

Assim como a demanda, a oferta dos usados também é crescente na capital, gerada pelo interesse dos proprietários de efetivar boas vendas. Os corretores imobiliários afirmam que a disponibilização dos imóveis à comercialização está atrelada a um realinhamento nos preços dos terrenos, que neste período, pode alcançar um abatimento de até 30% sobre o valor cobrado pela propriedade.

A vice-presidente do Sindicato dos Corretores de Imóveis do Amazonas (Sindimóveis-AM), Jane Picanço, afirma que o atual período é considerado como um bom momento para investir em imóveis por conta das facilidades de pagamentos disponibilizadas pelos agentes financeiros.

Ela também afirma que o sindicato registra um crescimento no índice de proprietários que desejam se desfazer mde um imóvel. Quem pretende vender o terreno, casa ou apartamento com o menor tempo possível ajusta os valores dos imóveis em conformidade com o cenário imobiliário local, alinhamento que pode representar reduções estimadas entre 10% e 20% dos valores cobrados pelos usados.

“Em período de crise financeira todos os segmentos precisam se ajustar ao momento econômico. Não é uma questão de redução de preços dos imóveis, mas sim, de ajustes. Hoje, quem quer liquidez do imóvel usado a curto  prazo reajusta o valor com abatimento de até 20%. A procura é crescente pelos imóveis usados”, disse a representante. Segundo Jane, os bairros e áreas que apresentam maior demanda para aquisições imobiliárias são: Adrianópolis, Morada do Sol, Parque Dez, Vieiralves, Avenida das Torres e Torquato Tapajós.

Mudança sentida

De acordo com o diretor-financeiro do Sindimóveis, Roberto Dantas, o segmento sente a mudança no perfil do consumidor há aproximadamente dois meses, fator que acontece em resposta ao aumento na oferta dos usados. Ele ainda explica que há casos de proprietários que adquiriram algum imóvel por meio de financiamento e agora, querem passar a dívida adiante.

“Sentimos  uma mudança no mercado com o aumento de pelo menos 10% na procura por imóveis usados. Há os proprietários que alugam o imóvel e o grupo dos que querem sair do financiamento.

Nos dois casos,  há o interesse em vender os imóveis e a procura é tão expressiva quanto a oferta”, disse. “Os valores das propriedades sofreram um realinhamento que representa uma redução estimada entre 25% e 30% dos preços. Isso acontece porque o mercado imobiliário precisa acompanhar a realidade do cenário econômico”, completa.

Para o presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Amazonas e Roraima (Creci-AM/RR), Paulo Mota Júnior, o período atual é propício aos investimentos em terrenos, casas ou apartamentos, sejam eles novos ou usados.

O presidente informa que com a disponibilização de ofertas das incorporadoras existem clientes comprando imóveis até mesmo à vista. Segundo ele, os contratos se referem a imóveis de alto, médio e terceiro padrão.“Uma compra à vista tem negociação diferenciada.

Quem tiver dinheiro guardado e não fizer o investimento agora vai encontrar, daqui a dois ou três anos, valores bem superiores porque a tendência é de que haja um retorno à valorização dos imóveis”, considera.

Amazonianarede-Jornal do Commercio

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.