Comissão de sindicância da CMM entregará relatório final até a próxima semana

Amazonianarede – CMM

Manaus – Após tomar conhecimento de um novo documento oriundo do Serviço de Cadastro e Controle Patrimonial da Câmara Municipal de Manaus (CMM) indicando a destinação para cinco gabinetes de parte dos móveis adquiridos recentemente pela Casa, a comissão de sindicância, formada para identificar irregularidades na entrega de material, realizou visitas a três gabinetes na tarde desta quinta-feira. O objetivo foi conferir a existência dos itens nos gabinetes. Com isso, a entrega do relatório final da comissão à Presidência da CMM deverá ocorrer até a próxima semana.

O documento indica que a entrega dos móveis foi feita nos gabinetes dos vereadores Rosivaldo Cordovil, Isaac Tayah, Massami Mike, Dr. Gomes e Marcel Alexandre. A comissão de sindicância esteve nos gabinetes dos primeiros três vereadores. Restam ser visitados os gabinetes do Dr. Gomes e Marcel Alexandre. A visita ocorrerá na manhã desta sexta-feira. Logo depois, haverá reunião com representantes da empresa fornecedora do material para fins de confirmação de dados.

Pela manhã, a comissão fez a conferência dos móveis que se encontram no depósito da CMM. De acordo com o presidente da comissão, o vereador professor Bibiano (PT), grande parte dos itens empenhados foram encontrados no depósito. Para favorecer o trabalho, foi preciso colocar os armários comprados nos corredores da Câmara.

“Cumpridas essas etapas, vamos finalizar o relatório da comissão e encaminhar o documento para apreciação da Presidência da Casa”, disse o vereador Bibiano. Segundo ele, o documento deverá ser finalizado até a próxima semana.

O parlamentar destacou ainda que a questão envolvendo esse caso perpassa a simples conferência de móveis. “Trata-se de recurso público. Esses bens foram adquiridos para favorecer o trabalho dos parlamentares e em consequência, melhorar a qualidade do serviço oferecido pela Casa à população. Então, é nosso dever realizar esse trabalho”, salientou.

O vereador, David Reis, destacou o fato de que a presidência da comissão imprimiu um ritmo célere ao trabalho que tinha, em princípio, um prazo de 30 dias para realização conforme previsto no Regimento Interno da Câmara. 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.