Começam  às atividades da Semana Nacional da Conciliação 2017, com  mais de 10 mil audiências pautadas

Começam  às atividades da Semana Nacional da Conciliação 2017, com  mais de 10 mil audiências pautadas

Noventa e seis Varas e Juizados do Tribunal de Justiça do Amazonas participam do evento, que se estenderá até sexta-feira (1º)

Amazonas – Começam  nesta segunda-feira (27), nas unidades do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), em todo o Estado, as atividades da 12ª Semana Nacional da Conciliação (SNC 2017), que se estenderão até sexta-feira (1° de dezembro).

Coordenada pela Corregedoria-Geral de Justiça (CGJ), esta edição da SNC 2017 tem aproximadamente 10,6 mil audiências pautadas. Na capital, a abertura da semana está acontecendo,  simultaneamente, em todos os quatro Fóruns.

O presidente do TJAM, desembargador Flávio Pascarelli e o corregedor-geral de Justiça do Amazonas, desembargador Aristóteles Lima Thury, participam da abertura no Fórum Ministro Henoch Reis (na zona Sul). Nos demais fóruns, a  solenidade é realizada com a presença de desembargadores da Corte Estadual.

Na capital, 45 unidades judiciárias, incluindo Juizados Especiais Cíveis e Criminais, Varas Cíveis, Criminais, de Família e de Fazenda Publica, Núcleo de Família, Polo Avançado do Núcleo de Família e Centro Judiciário de Solução de Conflitos participam da SNC 2017. No interior do Estado, 51 unidades judiciárias participarão do período de esforço concentrado para as atividades de conciliação.

“A Semana Nacional da Conciliação é uma atividade tradicional, sendo um evento realizado com grande êxito no nosso Estado. Todos sabemos que a conciliação é o melhor caminho para a paz social”, explica o corregedor-geral de Justiça, desembargador Aristóteles Thury.

Segundo ele, “a conciliação é uma cultura que vem se estabelecendo ao longo do trabalho dos tribunais com o apoio do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Corregedoria tem esse escopo também, não somente corrigir, mas encontrar soluções que apoiem a atividade fim e uma maneira de amenizar o sofrimento do jurisdicionado”, esclarece o desembargador Thury.

Durante o evento, vários tipos de conflitos podem ter uma solução por meio de acordo, como pensão alimentícia, guarda dos filhos, divórcio; partilha de bens; acidentes de trânsito; dívidas em bancos; danos morais; demissão do trabalho; questões de vizinhança, questões de consumo, entre outros.

Para o período da Semana Nacional de Conciliação 2017 a pauta já está fechada, mas caso a pessoa que tem processo decida conciliar é preciso buscar no tribunal onde o processo foi instaurado, o núcleo ou o centro de conciliação para comunicar que deseja fazer um acordo. O tribunal ou a Vara responsável fará um agendamento para tratar do processo.

Amazonianarde-Secom/TJAM

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.