Cinzas de vulcão chileno chegam ao Sul do RS e podem atingir a capital

As cinzas do vulcão chileno, já chegam ao sul do Brasil
As cinzas do vulcão chileno, já chegam ao sul do Brasil
As cinzas do vulcão chileno, já chegam ao sul do Brasil

R.G.do Sul – Conforme previsto por meteorologistas, as cinzas expelidas por erupções do vulcão Calbuco, no Chile, chegaram ao Rio Grande do Sul nesta sexta-feira (24).

Imagens de satélite feitas no início da tarde mostram que nuvens causada pelo fenômeno já cobrem a cidade de Chuí, no extremo sul gaúcho, e também cidades da Campanha, na fronteira com o Uruguai.

Segundo o meteorologista Leandro Puchalski, da Central de Meteorologia do Grupo RBS, um novo modelo de dispersão das cinzas vulcânicas mostra que elas devem chegar a Porto Alegre. “Isso pode ocorrer entre a noite desta sexta (24) e a tarde de sábado (25).”

O meteorologista diz que as cinzas devem ficar apenas em altas altitudes e que não deve haver precipitação, como ocorre nas áreas mais próximas ao vulcão localizado na região turística dos Lagos, 900 quilômetros ao sul de Santiago, a capital chilena.

Efeitos

O Sistema Metroclima, da Prefeitura de Porto Alegre, também está monitorando o avanço da nuvem de cinzas vulcânicas.

Segundo os meteorologistas do órgão, caso as cinzas cheguem à capital a expectativa é de que os efeitos na superfície sejam “ínfimos”, mas elas devem deixar o céu com uma coloração acinzentada.

O 8º Distrito Meteorológico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), por sua vez, afirma que não está avaliando o avanço da nuvem e que deve trabalhar com os efeitos do vulcão apenas na previsão do tempo.

Já o setor de aviação está em alerta. O Quinto Comando Aéreo Regional (V Comar), com sede em Canoas, avisa que o Centro de Gerenciamento de Navegação Área (CGNA) está monitorando o avanço das cinzas para ver se elas podem restringir pousos e decolagens no Aeroporto Salgado Filho, na capital.

O vulcão chileno já espalha cinzas em vários pontos do continente
O vulcão chileno já espalha cinzas em vários pontos do continente

Em 2011, uma situação parecida foi registrada no Rio Grande do Sul. O material do vulcão chileno Puyehue cobriu parte de cidades gaúchas e deixou em alerta órgãos de saúde, além de causar cancelamentos de diversos voos e fechamentos de aeroportos como o de Bagé, na Campanha.

Amazonianarede-G1,RS

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.