Cidadão pode apresentar emendas ao Orçamento pela internet

Amazonianarede/Agência Brasil

Brasília – O Congresso Nacional abriu espaço para a população participar de debates na casa. A iniciativa faz parte do Portal e-Democracia, local onde qualquer cidadão também pode apresentar sugestões e emendas ao Projeto de Lei Orçamentária 2013, que estima a receita e fixa a despesa do Governo Federal para o próximo ano. O objetivo é incentivar a participação popular no Orçamento. Os interessados podem enviar sua contribuição até a votação da proposta pela Comissão Mista de Orçamento, que costuma ocorrer em dezembro. Durante audiência pública na Comissão Mista de Orçamento nesta terça-feira, no Congresso, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, foi convidada para falar sobre o tema e respondeu perguntas feitas por cidadãos.

“A gente conseguiu, durante a elaboração do Plano Plurianual, fazer uma discussão com as principais associações, primeiro com estados e municípios, segundo com organizações da sociedade civil organizada. O Brasil é muito grande, é muito distante e tem muitos brasileiros dos quais nós nos orgulhamos muito. Então pensar qual é o mecanismo que poderia garantir isso, eu acho que é um desafio que está colocado entre o Legislativo e o Executivo.”

De acordo com o chefe de assessoria do Departamento de Comissões da Câmara dos Deputados, Cristiano Ferri, responsável pela gestão do e-Democracia, existem quatro formas de o cidadão participar. A primeira, por meio da discussão de temas específicos no Fórum, como obras com indícios de irregularidades e planos de carreira do servidor público. A segunda é a apresentação de sugestões ao texto da lei, artigo por artigo.

“Uma outra forma de participar é por meio das emendas. As pessoas vão poder sugerir emendas para os parlamentares ou para um conjunto de parlamentares. E a quarta forma vai ser durante as audiências públicas da Comissão de Orçamento, quando as pessoas poderão interagir com os parlamentares e inclusive auxiliá-los na interrogação das autoridades que estarão presentes na comissão”.

Segundo o responsável pela gestão do e-Democracia, Cristiano Ferri, o volume de participação ainda foi pequeno, já que é a primeira vez que a Câmara promove processo participativo sobre orçamento. Alguns temas discutidos por meio do fórum comunidade, no entanto, tiveram muitas contribuições, como as carreiras dos servidores.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.