Caso as manifestações provoquem prejuízo a FIFA a conta será paga pelo Governo brasileiro

Caso as manifestações que estão ocorrendo em várias capitais brasileiras, em plena realização da Copa das Confederações, promoção da FIFA, entidade internacional sofra algum tipo de prejuízo, de acordo com a lei, a conta será paga pelo Governo brasileiro, por isso a FIFA não teme qualquer tipo de prejuízo.

Isso por causa da Lei Geral da Copa, sancionada pela presidente Dilma Rousseff em junho do ano passado, que também vale para as partidas da Copa das Confederações. O artigo 23 deixa claro que qualquer dano causado pelos manifestantes às instalações do Mundial será pago pelos cofres do governo.

“A União assumirá os efeitos da responsabilidade civil perante a FIFA, seus representantes legais, empregados ou consultores por todo e qualquer dano resultante ou que tenha surgido em função de qualquer incidente ou acidente de segurança relacionado aos Eventos…”,, aponta a lei, aprovada depois de muita discussão no Congresso.

Não faltam coisas para os vândalos que se misturam com os manifestantes pacíficos quebrarem nos eventos da Copa do Mundo. E muitas coisas são instalações que pertencem à Fifa ou são serviços bancados pela entidade, como os centros de imprensa, caríssimos caminhões de transmissão de televisão e dezenas de detectores de metais.

Se caso haja uma desistência de assistir aos jogos em massa de torcedores, a Lei da Copa permite até que a Fifa vá aos tribunais pedindo indenização ao governo federal. Nesta quarta-feira, em Fortaleza, vários torcedores mexicanos ficaram perdidos no meio de balas de borracha e bombas de gás no confronto entre policiais e manifestantes nos arredores do Castelão.

Por enquanto, a federação internacional diz confiar que as forças do governo irão garantir a segurança nos eventos.(Amazonianarede-Ag. Estado) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.