Caravana de Prevenção às Drogas orienta estudantes e pais na zona leste de Manaus

Amazonianarede – Agecom

Manaus – Pais e estudantes da Escola Estadual Gilberto Mestrinho, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste de Manaus, tiveram um dia diferente, nesta sexta-feira (1). Ao invés das aulas de rotina, a escola recebeu a primeira Caravana de Prevenção às Drogas,realizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Seas). O evento envolveu a comunidade do bairro em uma ação deprevenção ao uso e ao tráfico de entorpecentes.

Na ação, que tem o apoio da presidente do Fundo de Promoção Social (FPS), primeira-dama Nejmi Aziz, são disseminadas informações sobre como evitar que crianças e adolescentes se envolvam com drogas edivulgados projetos do Governo Estadual que atendem o público infantojuvenil, bem como as alternativas existentes de tratamento e internação de dependentes químicos.

A dona de Casa Elizabeth Barbosa vive o drama de ter um filho dependente químico e participou do evento em busca de ajuda. “Eu não sei mais o que fazer. É um sofrimento muito grande ver o meu filho daquele jeito, ele se transforma completamente, fica violento, é outra pessoa. Eu preciso de ajuda e vou fazer o que for possível para ele sair disso”, desabafou.

O drama das drogas é comum a muitas famílias brasileiras. Segundo dados do Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas, ligado ao Ministério da Justiça, o primeiro contato do jovem com o entorpecente acontece, principalmente, entre os 12 e 15 anos. O álcool, o cigarro e a maconha são os mais consumidos por esse público. Sem saber como agir, a auxiliar de serviços gerais Lavínia Miranda, 54, chega a dar dinheiro para o filho de 19 anos comprar droga. Faz isso, esperando evitar que ele roube para alimentar o vício e acabe preso.

“Só quem está sofrendo é que sabe. Criar um filho com tanto amor e de repente você ver ele nessa situação. Você não conhece mais. Ter que tirar o último centavo que tenho para comprar comida e dar para ele se drogar é a pior parte, está acabando comigo”, relatou a mãe, que gostaria de internar o filho em uma clínica de reabilitação, mesmo contra a vontade dele.

Palestrante no evento, Bruno Silva, 28, já viveu na pele o drama das drogas. Ele é ex-usuário e há um ano conseguiu dar a volta por cima. Agora, fala da sua experiência e espera servir de exemplo e motivação para as famílias não desistirem. “Com força de vontade, fé e esperança, principalmente determinação, a gente consegue sim. Eu sou um ex-usuário de droga, eu consegui vencer isso, mas a iniciativa partiu de mim. Tive apoio da minha família, de uma instituição, estou aí e sou uma prova de que basta querer, buscar e ter determinação para vencer as drogas”, disse.

A Caravana de Prevenção às Drogas conta com a parceria do 28º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e entidades civis conveniadas com o Governo do Estado para o tratamento e internação de dependentes químicos, como a Fazenda da Esperança, Instituto Novo Mundo, Desafio Jovem e o Centro de Tratamento em Adições, Álcool e Drogas (Centrad).

Segundo a psicóloga Maricília Costa, coordenadora do projeto ‘Ame a Vida’, realizado pela Seas em parceria com a Polícia Civil, os pais precisam ficar bastante atentos à rotina e ao comportamento dos filhos. Ela destacou o trabalho do projeto Ame a Vida, que funciona nas delegacias, onde as famílias podem buscar apoio para enfrentar a situação. “Nós temos a Seas, que dá todo esse apoio para o dependente químico realizando a internação. Mas não é só a internação porque muitas vezes o jovem não precisa ficar internado, mas só fazer tratamento externo. Além disso, temos os projetos ‘Criança Cidadã’ e ‘Jovem Cidadão’. Então, o Estado possui toda uma rede para que essa família busque tratamento”, frisou.

Na próxima sexta-feira, dia 8 de março, das 8h às 12h, a Caravana ocorrerá na Escola Municipal Francisco Nunes (rua Princesa Daiana, comunidade Bela Vista, bairro Puraquequara, zona leste). O trabalho conta com o apoio do Conselho de Segurança Comunitária, programa Galera Nota 10, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Juventude Esporte e Lazer (Sejel), e da Polícia Militar.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.