Câmara quer ouvir permissionários antes de votar projeto que regulamenta Alternativo e Executivo

(Amazonianarede – Assessoria)

Os vereadores começaram a analisar a proposta da prefeitura que regulamenta os modais Alternativo e Executivo, dentro do sistema de transporte coletivo da cidade. O projeto vai tramitar em regime de urgência.

De acordo com o presidente da Comissão de Transporte da Câmara Municipal de Manaus (COMTVOP/CMM), vereador Rosivaldo Cordovil (PTN), a Mensagem é mais uma prova de que o prefeito Arthur Neto (PSDB) quer a melhoria do sistema.
“Durante muito tempo ficamos sem essa regulamentação. Agora a prefeitura está botando ordem e com certeza é a população que vai sair ganhando”, disse o vereador.

Pela Mensagem, o sistema Alternativo deverá rodar com cem micro-ônibus e o Executivo com 80. Acontece que no atual sistema, rodam aproximadamente, 600 carros.

Com a preocupação de que muitos trabalhadores deixarão de rodar, caso o projeto seja aprovado sem Emendas, os permissionários começaram um processo de articulação junto aos vereadores para que eles tenham o menor prejuízo possível.

A presidente da Fecootran, Walderízia Melo, afirmou que o ideal seria manter o número atual do sistema “pois temos compromissos assumidos e temos prestações a pagar”, completou. Ela fez um apelo para que os vereadores olhem com carinho e façam as Emendas necessárias evitando o sofrimento de mais de 3 mil pessoas envolvidas no sistema.

Numa reunião, na sala da Presidência da CMM, Rosivaldo Cordovil, informou a todos os representantes dos trabalhadores que ainda será marcada uma audiência com os permissionários para que os pontos de divergências sejam equacionados.

“Temos a promessa do presidente Bosco Saraiva (PSDB) e do líder do prefeito, vereador Wilker Barreto (PHS), de que nada será votado sem antes ouvir os mais interessados, que são vocês”, ressaltou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.