Buscas ao helicóptero desaparecido contam agora cm cães militares

As equipes de busca ao helicóptero, contaram com a ajuda de indígenas e cães militares farejadores
Busca ao helicóptero agora conta com a participação de cães militars
Busca ao helicóptero agora conta com a participação de cães militars

Tabatinga, Am – O Corpo de Bombeiros enviou, no fim da manhã desta segunda-feira (1º), dois cães farejadores à área onde um helicóptero desapareceu no Amazonas. Os animais vão auxiliar nas buscas, que já somam mais de 30 horas de operação. A aeronave sumiu na sexta-feira (29).

O Ministério da Saúde comunicou que o helicóptero tem entre os ocupantes indígenas de uma aldeia da cidade de Atalaia do Norte. Um piloto e quatro passageiros estavam na aeronave que presta serviços para a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e à Casa de Saúde Indígena (Casai).

De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), equipes do Exército, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros da região de Tabatinga auxiliam nas buscas, feitas em uma área coberta até o momento de 861 km².

Cães labradores

Na manhã desta segunda, o Corpo de Bombeiros em Manaus enviou uma equipe com dois labradores à cidade de Tabatinga. O cão Hope (esperança em inglês) tem três anos de idade e já participou de outras ações. O outro cão, Bêni (rio, em tupi-guarani), tem sete meses e cumprirá uma missão pela primeira vez.

“Treinamento leva mais de um ano, mas o Bêni passou por treino intenso desde muito cedo. Então, ele já está pronto”, afirmou o soldado Sidney Lomas de Almeida que está entre os bombeiros enviados para a operação.

Segundo informações dos Bombeiros, os animais devem reforçar os trabalhos de buscas. Os dois cães têm 200 milhões de células olfativas, uma capacidade 40 vezes maior que a do ser humano.

Do município de Tabatinga, os bombeiros devem seguir com os animais para a área em que a aeronave desapareceu. “Estamos levando suprimentos para mais de dez dias. Missões como essa a gente nunca sabe quanto tempo pode levar”, disse o soldado Lomas.

O comandante da Defesa Civil do Estado do Amazonas, Roberto Rocha, confirmou que entre os tripulantes da aeronave que desapareceu estão duas indígenas.

“Na hora do pouso, ele [helicóptero] sumiu. Ia pousar em Tabatinga, quando as coordenadas sumiram. Os tripulantes são duas grávidas, o comandante e agentes da Sesai. As famílias informaram que as indígenas estão grávidas, mas não disseram se estavam em trabalho de parto”, informou à imprensa, durante coletiva realizada na manhã desta segunda no Aeroclube de Manaus.

Rocha também informou que a área onde o helicóptero sumiu é de difícil acesso. “É uma região inóspita. Vamos fazer um pente fino geral, porque, nas coordenadas, não encontramos nada até agora”, destacou.

De acordo com informações da Defesa Civil, a aeronave que partiu de Manaus vai pousar em Tabatinga. Da cidade, a equipe pegará uma embarcação que com destino à área das buscas. O raio da área que será analisada chega a 8 km.

Amazonianarede-Bom Dia Amazônia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.