Brasileiro vencedor de etapa do Mundial de surf diz que não sente pressão

Filipe Toledo comemora o título na etapa de Gold Coast, na Austrália
Filipe Toledo comemora o título na etapa de Gold Coast, na Austrália
Filipe Toledo comemora o título na etapa de Gold Coast, na Austrália

Austrália – Primeiro brasileiro campeão mundial de surfe no ano passado, Gabriel Medina tinha todas as atenções para si na primeira etapa da temporada 2015 do Mundial. Entretanto, quem roubou a cena foi outro paulista: Filipe Toledo, o Filipinho, de apenas 19 anos, venceu em Gold Coast nesta sexta-feira (13) e surpreendeu o mundo do esporte.

“Não é difícil administrar a pressão, eu até gosto. Todo mundo fala e tal, por ser o mais novo, mas eu não sinto pressão de nada. Eu estou lá, estou me divertindo, fazendo o que eu amo. E acho que nós, brasileiros, temos um futuro brilhantes pela frente”, declarou Filipinho, que hoje mora na California mas aprendeu a surfar em Ubatuba, sua cidade natal.

Mas ele e Medina não são os únicos brasileiros a fazer sucesso nas praias pelo mundo. Os dois fazem parte de uma geração promissora que inclui Adriano de Souza e Miguel Pupo (que estiveram entre os quatro primeiros da etapa), além de Jadson André, Ítalo Ferreira e Wiggolly Dantas. Esse grupo de jovens surfistas conterrâneos já tem até um nome: Brazilian Storm, que significa “Tempestade Brasileira”.

“Depois do título do Gabriel (Medina) no ano passado muita coisa mudou para a gente. Foi uma motivação, nos instigou para dar o nosso máximo, e sabemos que temos potencial para chegar lá. E foi o que aconteceu, chegamos em peso neste campeonato. Acho que a tempestade veio pra ficar”, analisou. A próxima etapa do Mundial será disputada entre 1º e 12 de abril em Bells Beach, na Austrália. (Jovem Pan)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.