Bolsa Universidade já pode ser complementada com Crédito Educativo

Amazonianarede – Semcom

Manaus – Alunos comtemplados no programa socioeducacional da Prefeitura de Manaus, Bolsa Universidade, que tenham bolsas parciais de 75% e 50% do valor das mensalidades, poderão completar o restante com qualquer crédito educativo, seja público ou privado.

O prefeito Arthur Virgílio Neto assinou decreto, publicado nesta terça-feira, 12, que permite aos beneficiários o financiamento parcial pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior – FIES, ou por qualquer outra fonte pública ou privada. A lei que criou o programa, não permitia que o aluno financiasse o restante do valor das mensalidades, no caso das bolsas parciais.

“Percebemos que alguns alunos mesmo com as bolsas parciais, paravam de estudar por questões financeiras. Então, entendemos que não havia impedimento para que buscassem outras formas de financiar seus estudos, e assim complementar o Bolsa Universidade”, explicou o diretor do Bolsa Universidade, Daniel Rocha.

Ele disse, ainda, que o programa já contemplou até o momento 51 mil estudantes e que, com a publicação do decreto, o índice de abandono por inadimplência deve diminuir consideravelmente.

“Não há mais razões para desistências, pois além do FIES, os alunos podem buscar financiamentos privados oferecidos pelos bancos”, finalizou.

O Programa Bolsa Universidade é gerenciado pela Fundação Escola de Serviço Público Municipal (FESPM) e possui 14 instituições de ensino superior credenciadas.

Texto: Ulysses Marcondes
Foto: Altemar Alcântara 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.