Bancada federal vai sugerir mais de R$ 2,5 bilhões do Orçamento em favor do Amazonas

Amazonianarede – Assessoria

Brasília – A bancada federal do Amazonas vai sugerir a alocação de cerca de R$ 2,5 bilhões ao Orçamento da União do próximo ano para projetos nas áreas de saúde, educação, esporte, turismo, infraestrutura e prevenção de desastres no estado.

As prioridades para a destinação de emendas para o exercício de 2013 foram definidas na tarde desta terça-feira (27) pelos oito deputados e três senadores que compõem a grupo.

Entre as prioridades estão construção de escolas, hospitais, aeródromos e investimento em infraestrutura nos municípios do interior do estado e na capital. Dentre os projetos de infraestrutura está o Programa Social e Ambiental dos Igarapés (Prosamim) na Região Metropolitana de Manaus.

O coordenador da bancada, senador Eduardo Braga (PMDB/AM), sugeriu recursos para ações de prevenção a desastres. Os recursos sugeridos, no valor de R$ 200 milhões, são para aquisição e instalação de equipamentos, infraestrutura urbana e rural, estabilização de encostas, contenção de erosões, realocação de famílias em áreas de risco, prestação de serviços essenciais, proteção do patrimônio público e demais ações que visem a diminuir a vulnerabilidade da população aos desastres.

A bancada do Amazonas pode apresentar até 15 emendas ao Orçamento da União. Braga explicou que, tradicionalmente, o governo do estado pode sugerir duas emendas e a Prefeitura de Manaus pode sugerir uma emenda, assim como as prefeituras do interior, por meio da Associação Amazonense de Municípios. As 11 restantes cabem a cada um dos parlamentares.

“Após a definição dessas emendas, agora vamos trabalhar para a aprovação desses recursos no Orçamento que será votado pelo Congresso Nacional”, acrescentou o senador.

Tramitação

O prazo para a entrega das emendas de bancada e emendas individuais ao relatório da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2013 encerra na próxima quinta-feira (29). O teto de recursos que cada bancada pode apresentar ainda será definido pelo relator geral da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização, senador Romero Jucá (PMDB/RR), após definição da previsão orçamentária para o próximo ano. Já o teto para a apresentação de emendas individuais é de R$ 15 milhões.

Além de Eduardo Braga, participaram da reunião da bancada o senador Alfredo Nascimento (PR) e os deputados federais Átila Lins (PDT), Carlos Souza (PSD), Henrique Oliveira (PR), Pauderney Avelino (DEM), Praciano (PT), Rebecca Garcia (PP), Sabino Castelo Branco (PTB) e Silas Câmara (PTB). A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) não participou por estar em missão oficial na China, mas enviou representantes.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.