Atendimento à população ganha destaque com trabalho da Ouvidoria Geral

Os serviços prestados pela Prefeitura de Manaus por meio da Ouvidoria Geral do Município (OGM) de Manaus estão se destacando no cenário nacional e tornando-se referência para o aprimoramento de órgãos co-irmãos. Nesta quinta-feira, 27, a OGM recebeu a visita da ouvidora de Belém/PA, que veio conhecer os serviços disponibilizados pelo órgão. No próximo mês, está programada a visita do ouvidor de Belo Horizonte/MG.

“Vamos intensificar essa troca de informações para melhorarmos a qualidade do serviço que prestamos à população e ao próprio servidor municipal”, destacou o ouvidor de Manaus, Alessandro Cohen. “A ouvidoria daqui está mais adiantada e vou levar muitas informações para implementar em Belém”, adiantou a ouvidora daquele município, Eliana Uchôa.

A ouvidora conheceu de forma detalhada as atuais sete formas de comunicação que a OGM disponibiliza para a população (ver lista abaixo), assim como o Sistema de Registro de Manifestações (Sisog), criado pelo setor de informática do órgão. Também recebeu informações sobre os procedimentos das Ouvidorias Itinerantes realizadas pelo órgão, assim como as providências que estão sendo adotadas visando o atendimento ao turista durante a Copa Fifa de 2014, trabalho que vai acontecer em parceria com a Ouvidoria Geral do Estado. Entre elas, a reestruturação da OGM e a capacitação de servidores em cursos de inglês, espanhol e libras (sigla de Língua Brasileira de Sinais, linguagem gestual utilizada pela maioria dos portadores de deficiência auditiva).

“É bom deixar claro que esses avanços só estão sendo possíveis devido o fato do prefeito Arthur Virgílio Neto ter proporcionado carta branca à Ouvidoria para a realização deste trabalho. Toda a administração municipal está trabalhando para transformar Manaus numa cidade preparada para a Copa do Mundo, atendendo ao turista e, principalmente, à população”, enfatizou Cohen. “A ordem é manter as portas abertas à população e a Ouvidoria é esse caminho de acesso”, lembra.

Reestruturação

Conforme Eliana Uchôa, a Ouvidoria de Belém existe oficialmente desde 2005, mas somente este ano passou a funcionar efetivamente. Possui 12 funcionários, a maioria emprestados de outras secretarias, que trabalham com uma demanda mensal entre 70/80 manifestações. Segundo a ouvidora, aos poucos a população está começando a dar crédito à Ouvidoria, fato constatado pelo bom número de elogios que o órgão recebe, muito superior às manifestações críticas.

Para Eliana, a maior dificuldade que as ouvidorias enfrentam, de modo geral, refere-se à estrutura. Ressalta, porém, que reconhece as dificuldades que os prefeitos estão passando para proporcionar um maior bem-estar à população. “Acompanhando o trabalho da Ouvidoria de Manaus pela Internet, percebi que as dificuldades estão sendo superadas e o trabalho realizado de forma satisfatória, com destaque. O OGM está de parabéns e vim para conhecer a rotina daqui e implementar o que for possível na capital paraense”, concluiu Uchôa.

As formas de comunicação da população com a Ouvidoria Geral do Município de Manaus:

1) Balcão da Cidadania
Atendimento presencial na sede da Ouvidoria, localizada na rua São Luís, nº 416 – 2º andar – Adrianópolis, de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h.

2) Carta
Rua São Luís, nº 416 – 2º andar – Adrianópolis. Manaus-AM / CEP: 69.057-250.

3) Atendimento telefônico gratuito
0800 092 0111, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

4) Facebook
http://www.fecebook.com/pages/Ouvidoria-Municipal-De-Manaus

5) Endereço eletrônico (E-mail)
ou[email protected]

6) Internet
Por meio do Portal da Prefeitura de Manaus:http://www.manaus.am.gov.br

7) Caixas coletoras de sugestões
Distribuídas em todos os órgãos da Prefeitura de Manaus.

Fotos: Altemar Alcântara/Semcom
Reportagem: Marcia Claudia Senna/Ouvidoria

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.