Arthur visita obras da Ponta Negra e garante 2ª etapa para dezembro

(Reportagem: Alita Falcão / Foto: Arlesson Sicsú e Tácio Melo)

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, fiscalizou nesta segunda-feira, 23, o andamento das obras da segunda etapa do Parque Ponta Negra, que alcançou os 75% dos trabalhos concluídos.

Com a praça da Feira do Artesanato quase pronta e com mais de 17 mil metros quadrados do calçadão de pedras portuguesas finalizados, o prefeito garantiu que a segunda etapa estará aberta para os festejos natalinos, no dia 24 de dezembro.

“Tudo estará pronto na véspera do Natal, inclusive os outros 200 metros de praia perene e as alças da nova rotatória em frente à Estrada do Turismo. Basta ver a proporção do meu tempo de governo para perceber que é possível, tranquilamente, concluir os demais 25% da obra dentro do cronograma que foi prometido por nós”, afirmou Arthur Neto.

Entre as novidades do projeto, a Prefeitura de Manaus estuda a construção de alguns atrativos turísticos por meio de Parcerias Público-Privadas (PPPs), como uma roda gigante ao estilo londrino.

“Recebemos a proposta de um empresário para a construção dessa roda gigante, que se for concretizada substituirá a proposta que tínhamos para um mirante. Outra ideia é a construção de um heliponto e alguns empresários também já se mostram interessados”, revelou o prefeito.

Arthur Virgílio Neto disse ainda que estuda a possibilidade da segunda etapa da Ponta Negra contemplar uma marina. “Dinheiro para isso nós não temos, mas se algum investidor se interessar, certamente, terá uma boa lucratividade com a atracação segura dos barcos. Com isso ganha o empresário e ganha a cidade com mais uma possibilidade turística”, finalizou o prefeito.

Dentro do projeto original, a frente de trabalho mais adiantada é a do skatepark que será entregue no dia 24 de outubro para a realização da 5ª etapa do Brasil Skate Pro – o Campeonato Brasileiro de Skate Profissional. Outras frentes, como a construção dos restaurantes e das três quadras de areia também estão adiantadas.

De acordo com o diretor de Engenharia da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Antônio Nelson, serão cinco restaurantes padronizados em formato de barco e mais dois temáticos. Esses últimos passarão por processo licitatório para utilização dos espaços por empresas terceirizadas.

“Quem vencer estará livre para explorar o local da maneira que achar mais interessante, sem se preocupar em manter um padrão na divulgação como os demais restaurantes que estarão espalhados ao longo dos 21 mil metros quadrados de calçadão. Os espaços padronizados em forma de barco têm um projeto muito interessante, pois são dotados de um tipo de deck onde os clientes serão acomodados nas mesas. Nossa meta é entregar três desses restaurantes/barcos até a inauguração da Ponta Negra”, avaliou.

Feira do Artesanato

A Feira do Artesanato será reativada com 40 boxes e a expectativa é que até a reabertura da segunda etapa do Parque Ponta Negra os permissionários já estejam trabalhando. Segundo o diretor-presidente do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), Roberto Moita, uma comissão formada pelo Implurb, Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrab) e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), cuidará da seleção dos permissionários da feira.

“Vale ressaltar que só estarão aptos os artesões que utilizam produtos regionais, dando prioridade aos que já trabalhavam no local antes da reforma. Inicialmente quarenta serão selecionados, mas nada impede que esse número aumente, uma vez que os permissionários poderão se reversar na utilização dos boxes em horários ou dias alternados”, destacou Moita.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.