Arthur reafirma em workshop compromisso com os catadores em construir depósitos

Manaus – O prefeito Arthur Virgílio Neto abriu, na manhã desta terça-feira, 23, o Workshop Preparatório da III Conferência Municipal de Meio Ambiente e reafirmou o compromisso assumido com os catadores de entregar pelo menos seis depósitos destinados ao processamento de resíduos sólidos na cidade até 2016.

A intenção, de acordo com o prefeito, é entregar um galpão e meio por ano, o que permitirá um melhor desempenho do segmento e a inserção dos catadores no mercado. O primeiro será construído na zona Leste, em terreno cedido pela superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

O prefeito lembrou que não há como dissociar meio ambiente da gestão da coisa pública. “Temos visto as consequências de políticas governamentais omissas que permitem que famílias inteiras se alojem em cima de igarapés e áreas de risco, cujas consequências são claras”, afirmou o prefeito, citando como exemplo a situação das comunidades do Jardim Mauá e Nossa Senhora de Fátima 2, atingidas pelo rompimento de tubulações da Manaus Ambiental e ambas situadas em áreas de risco. “Temos a determinação clara de, inclusive partilhando com o Governo do Estado, assumir a responsabilidade de impedir que novas moradias sejam construídas em área de risco e retirar as famílias que já estão instaladas nelas”, afirmou.

A secretária municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Kátia Schweickardt, observou que a perspectiva de estabelecer um diagnóstico da situação do manejo dos resíduos sólidos, em nível Federal, Estadual e Municipal, a partir da realização do workshop, é uma das formas de contribuir para esse processo de mudança. Segundo ela, o Workshop visa exatamente estabelecer as bases para a formulação de políticas públicas a serem propostas durante a III Conferência Municipal de Meio Ambiente, que acontecerá entre os dias 5 e 7 de junho deste ano.

A secretária observou também que os resíduos sólidos hoje são responsáveis por grande parte das emissões de gases de efeito estufa e a escolha da temática para as conferências nacional, estaduais e municipais não poderia ser mais acertada.

Palestras

O evento desta terça-feira, no Auditório da Ciência, no Bosque da Ciência, contou com palestras de especialistas e autoridades locais na temática dos Resíduos Sólidos. Um dos palestrantes, o professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), José Fernando Thomé Jucá, defendeu a modernização e a profissionalização do trabalho dos catadores, como forma de tornar a reciclagem de resíduos sólidos uma atividade eficaz para qualquer cidade.

Jucá disse considerar fundamental a participação da indústria nessa discussão, uma vez que é preciso contar com a presença desse segmento na absorção dos resíduos coletados.

Outro palestrante, o secretário municipal de Limpeza Pública, Paulo Farias, destacou a importância da afinidade existente hoje entre as secretarias municipais no trabalho de limpeza/manutenção da cidade. Segundo ele, Manaus tem hoje 1.425 pessoas trabalhando diretamente na limpeza urbana e 772 indiretamente, com uma produção diária de 1,56kg de resíduos por cada habitante.

Ele considera o número exorbitante e que exige uma mudança de comportamento por parte da sociedade. Para ele, a III Conferência Municipal de Meio Ambiente será a oportunidade para se definir o que queremos e poderemos fazer para modificar essa realidade.

Foto: Semcom (Altemar/Sicsu)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.