Arthur acompanha auxílio prestado aos atingidos pelas chuvas

Manaus – O prefeito Arthur Neto voltou, na noite desta terça-feira, 23, aos bairros atingidos pelas chuvas do final de semana. Ele acompanhou de perto a distribuição de mantimentos, como cestas básicas, colchões e água potável aos desabrigados e disse que o trabalho continuará sendo feito durante toda a semana.

A ação também foi acompanhada pela titular da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), Goreth Garcia Ribeiro.

“Chuva tem todos os anos, mas precisamos estar perto neste momento para orientar as pessoas que estão passando por essas dificuldades. Todo o conjunto de descuido com Manaus terminou nisso. Não podemos passar por isso nos próximos anos. Temos que dar uma solução definitiva para isso. Vou conversar com o governador Omar Aziz ainda esta semana para pensarmos no que fazer. Isso não pode ficar assim sempre”, disse o prefeito, no Jardim Mauá, na zona leste.

De acordo com dados da Semasdh, somente no Mauazinho e no Jardim Mauá, foram cadastradas 143 famílias. Muitas delas estão abrigadas em igrejas dos bairros. Durante a noite desta terça-feira, uma sopa foi servida aos que estão sem poder dormir em casa. Todos também receberam colchões.

“Vamos pagar o Aluguel Social para os que estão necessitando no valor de R$ 300. A ideia é não deixar as pessoas voltarem para suas casas, pois correm risco de desabamento. Nossa equipe está percorrendo bairros como Mauazinho, Jardim Mauá, Parque Mauá, Armando Mendes e Santo Antônio. Ninguém vai ficar desamparado”, informou Goreth Garcia Ribeiro, em uma igreja que abriga os que passam por necessidades.

Para o líder comunitário do Jardim Mauá, Luiz Altierre, a presença do poder público tem sido fundamental. “Diante de tudo que aconteceu a comunidade, temos que agradecer pela ajuda. Já fui informado que o cadastro de quem foi afetado vai continuar sendo feito pela Defesa Civil. O importante é que neste momento estamos recebendo ajuda”, disse.

Demanda

Segundo o prefeito, para auxiliar no escoamento da água em situações como esta, a Prefeitura de Manaus está adquirindo três bombas de sucção, que auxiliarão em locais onde caminhões não podem entrar. “É inadmissível que não exista este material. A Prefeitura não tinha nenhuma bomba de sucção. Tivemos que adquirir em situação de emergência”, informou Arthur Neto.

Na manhã desta quarta-feira, 24, uma reunião será feita na sede da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para definir novas ações que impeçam tragédias futuras.

Foto: Mário Oliveira/ Semcom

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.