Amazonense Rayner Silva fatura cinturão dos moscas do Jungle Fight

Rio – O Amazonas mostrou que é mesmo uma terra de guerreiros. Na noite de sábado, 1 de junho, em Japeri (RJ), Rayner Silva surpreendeu a todos da crítica especializada de MMA e faturou o cinturão dos pesos moscas durante o Jungle Fight 53 ao vencer o então campeão Arinaldo Silva.

Quem também brilhou foi Mário Israel, que superou Nildo Katchau por nocaute técnico no segundo round. Os dois atletas caboclos viajaram ao Rio de Janeiro passagens aéreas cedidas pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Desporto e Lazer (Sejel).

Apontado como a “zebra” da noite, Rayner (Orion Fight/Pantera Negra) foi para cima do campeão Arinaldo. Ele acertou um direto de direita no potiguar, que passou a adotar uma postura mais defensiva. O manauara acertou outro direto de direita e derrubou Arinaldo: fim de papo aos 54s do primeiro round. Nocaute técnico.

“Eu era o azarão da noite, mas todos de Manaus confiavam na minha força, no meu potencial, treinei muito com o Alexandre Capitão e a estratégia era mesmo acabar a luta no primeiro round. Agora é comemorar e trabalhar ainda mais para manter esse cinturão no Amazonas”, disse o novo campeão dos moscas, que mora no Coroado, Zona Leste.

OUTRA REVELAÇÃO

No combate entre os pesos-galos, o amazonense Mário Israel (Top Life) acertou a primeira bomba, um cruzado no rosto que seu adversário nem sentiu. Todavia, o paraense Nildo Katchau mostrou muita explosão e acertou chutes altos e um gancho de direita que abriu um corte no supercílio esquerdo do rival. Após ser atendido pelo médico para estancar o sangramento, Israel passou a buscar a queda insistentemente, mas o paraense se manteve em pé. No minuto final do primeiro round, Katchau acertou um cruzado de direita que derrubou Israel, mas o lutador amazonense sobreviveu ao ataque. No segundo round, foi Israel quem acertou um direto de direita que derrubou o paraense. Katchau ainda conseguiu se levantar, mas, cambaleante, sofreu uma série de golpes até o árbitro Douglas Ayres encerrar a luta por nocaute técnico, com o atleta ainda em pé.

Jungle Fight 53

1º de junho de 2013, em Japeri (RJ)

CARD DO EVENTO

Rayner Silva venceu Arinaldo da Silva por nocaute técnico no primeiro round
Rodney Wallace venceu Salomão Ribeiro por decisão unânime
Vlamir “Bidu” Lázaro venceu Guilherme “Kioto” Rodrigues por decisão unânime
Mário Israel venceu Nildo Katchau por nocaute técnico no segundo round
Warlley Alves venceu Ederson Moreira por finalização (guilhotina) no primeiro round
Luis Japeri venceu Cosme Baiano por finalização (guilhotina) no segundo round
Rodrigo Delegado venceu Alex Oliveira por finalização (triângulo de mão invertido) no primeiro round

(Sejel) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.