ALEAM sedia reunião de Comissão do Senado para tratar sobre clima e biodiversidade

Manaus – Dando continuidade à meta anunciada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado estadual Josué Neto (PSD), de abrir os auditórios da Casa para o uso da população e autoridades, o plenário Ruy Araújo sediou na manhã desta segunda-feira (22) a primeira reunião de uma série, que a Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas (CMM) do Senado, irá realizar nas Assembleias Legislativas brasileiras para tratar sobre “Mudanças Climáticas e Biodiversidade: PSA e outros instrumentos econômicos”.

A reunião foi presidida pela presidente da Comissão, deputada federal Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Também estiveram presentes, o vice-presidente da comissão deputado federal Fernando Ferro (PT-PE) e o deputado Sarney Filho (PV-NA), o relator dos trabalhos. A intenção da CMM é fazer um relatório a ser divulgado no fim do ano em seminário. “O governo brasileiro abraçou essa causa com muita força por entender que: Ou se muda a forma de interagir com a natureza. Ou se vai continuar vivenciando mudanças bruscas que ocasionam problemas graves à população”, disse Grazziotin.

O plano de trabalho da CMM para 2013 envolve duas ações importantes: A primeira é fazer com que os projetos que tramitam sobre Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) sejam aprovados. De acordo com Vanessa Grazziotin o Amazonas vai ganhar muito com isso. Outro assunto é a realização de um Seminário com as Assembleias Legislativas de todos os Estados, cujo objetivo será a harmonização da Legislação Brasileira de Mudanças Climáticas. v O deputado Sarney Filho elogiou o nível dos debates realizados na ALEAM, na reunião que teve como foco o Pagamento por Serviços Ambientais, inclusive o tema tratado pelo pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Philip Feanside, que questionou a forma como será feito o pagamento dos serviços ambientais e de onde virá o dinheiro.

Também estiveram presentes os representantes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Social (SDS), João Talocchi e da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), João Batista Pezza Neto, o consultor da Fieam, Alexandre Kadopa e o presidente da Faea, Muni Lourenço.

Orçamento reduzido

O presidente da Comissão de Meio Ambiente da ALEAM, deputado estadual Luiz Castro (PPS) denunciou o orçamento reduzido para a área ambiental do Amazonas, informando que apenas 0,15% do recurso estadual é voltado para tratar de questões técnica, logística e operacional. “Ainda é um desafio acompanhar as ações que envolvem o meio ambiente neste Estado”, lamentou.

Fonte: Diretoria de Comunicação

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.