ALEAM abre semana de comemorações às mulheres e homenageia 43 servidoras

Amazonianarede – Aleam

Manaus – Ao abrir nesta segunda-feira (4) a solenidade em homenagem às mulheres servidoras da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), o presidente, deputado estadual Josué Neto (PSD) disse que “a Assembleia é uma casa que funciona bem, porque todas vocês estão aqui conosco todos os dias”. Josué entregou diplomas de reconhecimento a 43 servidores indicadas pelos departamentos e gabinetes dos deputados.

“Este dia foi escolhido para que possamos, em primeiro lugar, agradecer o trabalho que todas vocês mulheres, jovens e senhoras, fazem aqui na nossa casa”, afirmou o Josué. Para o presidente a cerimônia foi um “ato de confraternização e de agradecimento, de dizer muito obrigado”. Ele anunciou ainda que pretende realizar na ALEAM uma campanha interna de vacinação anti HPV (papiloma vírus humano) para as mulheres, que será tratado com a Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (Susam).

A solenidade contou ainda com a presença dos deputados Conceição Sampaio (PP) e Sidney Leite (DEM), além da diretora da Escola do Legislativo, Jaqueline Ferretti Monteiro e da vereadora Jacqueline Pinheiro (PPS), que preside a Comissão da Mulher da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

A deputada Conceição Sampaio disse que a ALEAM deixou de ser coadjuvante para ser protagonista na luta em prol dos direitos da mulher, ao abrir uma semana de debates e comemorações, que não ficarão apenas dentro desta Casa, mas que irão para as ruas.

Segundo a parlamentar, a Lei Maria da Penha por si só não resolve o problema da violência contra a mulher se não houver consciência de que a mulher precisa ser respeitada.

Direitos da Mulher

“Mais que mulher, sou gente”, foi o tema da palestra da juíza Alvarina de Almeida Tiant, que preside a Câmara de Mediação e Arbitragem do Amazonas, ligada ao Tribunal de Justiça do Amazonas, marcou a abertura das comemorações do Dia Internacional da Mulher pela ALEAM.

Na conversa que teve com as servidoras da ALEAM, Alvarina Almeida destacou que as discriminações contra a mulher ocorrem de formas variadas: no lar, no trabalho, pela cor, porque é pobre etc. No entanto, a juíza encorajou as mulheres a não ficarem fazendo o papel de vítimas, coitadinhas, mas que exerçam sua cidadania como mulheres que são. “Elas têm todos os instrumentos a sua disposição para se rebelar contra os maus-tratos, quer ser do esposo, companheiro, namorado, denunciando”, disse.

Na opinião da juíza, o Dia 8 de Março não é para ser comemorado, é uma data para reflexões, discussão sobre os direitos da mulher, afinal nesta data, em 1937, mais de cem mulheres, que trabalhavam numa fábrica de tecelagem foram queimadas vivas pelos seus patrões, porque reivindicavam uma jornada de trabalho menor. “Trabalhavam 16 horas por dia e queriam reduzir para dez horas, como não conseguiram obter seu intento foram mortas e 60 anos depois, em 1910, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou a data para atividades como a ALEAM está fazendo hoje”, disse.

Porto seguro

Uma das homenageadas foi à servidora Maria Estelina Pinheiro da Silva, da Diretoria de Finanças, que há 30 anos trabalha na ALEAM, sendo essa a primeira vez que foi homenageada. “Vejo como uma generosidade das minhas colegas de trabalho por me escolherem e eu fico muito feliz porque eu amo a Assembleia”, disse, ressaltando que “antes de servir à ALEAM eu primeiro sirvo a Deus, mas aqui é o meu porto seguro,”, completou.

A servidora Maria Margarida Brito Nogueira, da Diretoria de Documentação, também se sentiu honrada pela indicação de seu nome para ser homenageada como um mulher guerreira nesta Casa, onde trabalha desde 1986. “Agradeço ao presidente Josué Neto e aos meus colegas de trabalho pelo voto de confiança”, mencionou.

Sônia Pinheiro Memória, indicada pelo gabinete do deputado estadual Wanderley Dallas (PMDB), também recebeu a homenagem se dizendo lisonjeada pela indicação tanto por parte do deputado como dos colegas de trabalho. “É uma honra poder representar as mulheres, que por muito tempo foram tão esquecidas e hoje podemos ter um espaço, com políticas públicas sendo tratadas com maior cuidado”, frisou.

Fonte: Diretoria de Comunicação 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.