Águas do Rio Acre voltam a subir

Amazonianarede – Ag. Acre

Rio Branco, AC – O nível do rio Branco e rio Tarauacá voltaram a subir e preocupar a população e órgãos do Estado. De acordo com a Defesa Civil Estadual a possibilidade de uma nova enchente, ainda em 2013, não está descartada em alguns municípios do Estado.

Na manhã de ontem (4), o nível do rio Acre era de 11,59 metros, apenas 41 centímetros abaixo da cota de pré-alerta estabelecida pela prefeitura de Rio Branco. No último sábado (2), as réguas apontavam 9,77 metros.

A situação mais preocupante, por enquanto, é na cidade de Tarauacá – distante 424 km da capital. Ainda na última medição realizada nesta segunda-feira (4) pela Defesa Civil, o volume das águas do rio de mesmo nome, chegava a 8,56 metros, 6 centímetros acima da cota de alerta.

Na cidade de Assis Brasil, o nível do Rio Acre chega a 5,43 metros, ainda dentro dos padrões de normalidade. Em Brasileia, as réguas apontavam, ainda na última medição, 7,08 metros. No Riozinho do Rola, afluente responsável pelo aumento ou diminuição do volume do Rio Acre na capital, o nível era de 11,37 metros.

De acordo com o coordenador estadual da Defesa Civil, tenente coronel Carlos Gundim, a previsão é de mais chuvas para a capital. “Na segunda-feira, esperamos 10 mm de chuvas em Rio Branco. Serão chuvas isoladas e espaçadas, que não causam tantos transtornos”, afirmou.

Segundo Gundim, nenhuma família foi atingida no município. “Apesar de já ter ultrapassado a cota de alerta, ainda não temos nenhuma família desabrigada”, destacou. Ele acrescentou, também, que o quartel de bombeiros local já está preparado para qualquer eventualidade.

O coordenador não descartou a possibilidade de uma nova enchente na cidade. “Essa cota deve subir nas próximas 24 horas e a calha do rio de lá é muito baixa. Todos os anos o rio alaga mais de uma vez e, em 2013, não tivemos nenhuma alagação na cidade”, complementou.

Vazante

Em Sena Madureira, o Rio Iaco ainda apresenta sinais de vazante. No sábado (2), o nível do manancial era de 15,44 metros e, na manhã de segunda-feira (4), as réguas apontavam 15,20 metros, o que corresponde à cota de transbordamento da cidade. De acordo com Carlos Gundim, a única família que estava desabrigada na cidade já voltou para casa.

Na cidade de Cruzeiro do Sul, localizada a 672 km da capital, o nível do rio Juruá também apresenta vazante. Na medição realizada na manhã desta segunda-feira (4), o rio apontava, em sua calha mais profunda, 12,30 metros, 16 centímetros a menos que o registrado na quinta-feira (28).

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.