Vitória de Lyoto e finalização de Rousey, na estreia da divisão feminina no UFC

Amazonianarede – Por Rafael Manaia

California -Neste sábado, o Ultimate realizou uma edição histórica no Honda Center, em Anaheim, Califórnia (EUA). Pela luta principal do UFC 157, que marcou a estreia da categoria feminina na organização, a campeã peso galo Ronda Rousey utilizou mais uma vez da excelente técnica no armlock para finalizar a desafiante Liz Carmouche. Vale lembrar que Rousey (7-0 MMA, 1-0 UFC) coleciona marcas incríveis, como ter vencido todas as adversárias por armlock no primeiro round.

No co-evento principal, o duelo entre as lendas Lyoto Machida e Dan Henderson terminou com vitória polêmica do brasileiro, por decisão dividida. Apesar das vaias do público californiano, que torcia para “Hendo”, atleta da casa, o triunfo garantiu a Lyoto mais uma disputa de cinturão. Agora, o brasileiro fica no aguardo do vencedor entre Jon Jones e Chael Sonnen, que disputam o título da categoria no dia 27 de abril, pelo evento principal do UFC 159.

Abaixo, confira uma breve análise do UFC 157, com todos os combates do card preliminar e principal do evento.
Nah-Shon Burrell x Yuri Villefort.

Primeiro round equilibrado, com domínio do brasiliense Yuri Villefort no chão, mas com Nah-Shon Burrell sendo mais contundente na trocação. No segundo assalto, a luta se desenvolveu basicamente na luta em pé, com vantagem novamente para o americano. No último round, o brasileiro foi nitidamente superior até a metade do assalto, quando quedou Burrell e chegou perto de finalizar; porém, o americano conseguiu reagir e voltar à luta em pé, aonde se manteve dominante. (30-27, 29-28, 29-28). O combate foi pela categoria dos meio-médios.
Neil Magny x Jon Manley.

No primeiro round, Jon Manley foi melhor em sua estratégia, ao derrubar Neil Magny e manter o controle no solo, apesar do adversário ser melhor na trocação. Na segunda etapa, Magny começou mal, mas se saiu melhor na luta de solo e se mostrou bem mais completo que seu adversário. A evolução teve sequência no assalto final, quando Magny dominou amplamente o duelo e não deu chances a Manley, que insistia nas tentativas de queda. No fim, vitória de Magny por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28). A luta valeu pelos meio-médios.

Kenny Robertson x Brock Jardine

Após sobreviver a uma guilhotina nos segundos iniciais do primeiro round, Kenny Robertson reagiu no combate e finalizou Brock Jardine ainda na primeira etapa. A vitória de Robertson veio após encaixar uma chave de joelho bastante diferente, nunca vista antes no octógono do UFC, enquanto fazia guarda em Jardine.

O duelo, que valeu pelos meio-médios da organização, rendeu a Robertson o prêmio de “Finalização da Noite” e o bônus de US$ 50 mil.

Caros Fodor x Sam Stout

Sam Stout com leve domínio no primeiro round, chegando próximo de finalizar Caros Fodor nos segundos finais, com um armlock. No segundo assalto, o canadense Stout esteve novamente melhor, ao conseguir anular os clinches de Fodor e se sair melhor na trocação. Porém, Fodor levou a melhor no último assalto, quando conseguiu quedar Stout e equilibrou as ações na luta em pé. Com bastante equilíbrio, a luta, que valeu pela divisão dos leves, foi parar nas mãos dos juízes, que deram vitória de Stout por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28).

Dennis Bermudez x Matt Grice

Dennis Bermudez iniciou melhor o duelo ao castigar Matt Grice no ground and pound, que reagiu e construiu sua vantagem, consolidada após levar Bermudez a knock down. A vantagem se manteve na segunda etapa, quando Grice foi superior na luta em pé e no solo. No terceiro round, Bermudez partiu com tudo para cima, chegando próximo de nocautear, ao castigar o adversário com socos, chutes e joelhadas. Luta movimentada, que terminou com vitória de Bermurdez por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28).

O duelo valeu pela divisão dos penas e, devido às diversas emoções que envolveu, faturou o prêmio de “Luta da Noite”, que rendeu a cada lutador um bônus de US$ 50 mil.

Michael Chiesa x Anton Kuivanen

Combate nada mais que morno no primeiro round, com Kuivanen tomando um pouco mais de iniciativa na luta em pé nos momentos finais, mas longe de ser efetivo. No segundo assaltado, Michael Chiesa explorou sua maior qualidade e não demorou muito a mostrar sua superioridade no chão, ao encaixar um mata-leão no finlandês, alcançando assim a sua nona vitória na carreira e mantendo a invencibilidade. O duelo valeu pelos leves do Ultimate.

Brendan Schaub x Lavar Johnson

Muita movimentação no solo durante a primeira etapa, quando Brendan Schaub levou a melhor, ao conseguir duas quedas e quase finalizar Lavar Johnson, após encaixar um triângulo de mão. Segundo assalto de pouca ação, com Schaub apenas pontuando através de quedas e posições no solo, sem conseguir a finalização e mantendo o duelo amarrado. O panorama não mudou no terceiro round, com Schaub sendo estratégico e administrando a vantagem no solo. No fim, vitória clara de Brendan Schaub, que venceu por decisão unânime (triplo 30-27). O combate foi válido pela categoria peso pesado.

Robbie Lawler x Josh Koscheck

Josh Koscheck iniciou muito bem, conseguindo fazer uso do melhor conhecimento na luta de solo, derrubando e dominando Robbie Lawler. Porém, após conectar uma série de golpes no ground and pound, Lawler foi bem mais contundente e protagonizou uma virada incrível, ao forçar o árbitro a interromper o duelo e vencer Koscheck por nocaute técnico ainda no primeiro round.

A luta valeu pela categoria peso meio-médio do UFC e, como foi a única na edição a trazer um nocaute, levou o prêmio de “Nocaute da Noite”, que rendeu a Lawler um bônus de US$ 50 mil.

Court McGee x Josh Neer

Josh Neer começou melhor na trocação, mas acabou superado por Court McGee ainda no primeiro round, chegando perto de ser nocauteado ou finalizado após levar um soco na linha de cintura, sendo salvo pelo gongo. No segundo assalto, houve trocação franca, com nenhum dos dois lutadores sendo efetivo, mas com leve vantagem para McGee. O último round foi novamente de vantagem para McGee, que inclusive quedou Neer e manteve a vantagem no solo, para levar a luta por decisão unânime (triplo 30-27). O combate marcou a estreia de McGee, campeão peso médio do TUF 11, entre os meio-médios da organização.

Urijah Faber x Ivan Mejivar

Urijah Faber dominou completamente o duelo e não deu chances ao salvadorenho Ivan Menjivar. Lutando em casa, na Califórnia, o americano começou castigando o adversário no ground and pound. No fim da primeira etapa, Faber fez a transição para as costas do adversário, permanecendo “mochilado” e aplicando um mata-leão em Menjivar, que bate nos segundos finais do primeiro assalto. O duelo valeu pela categoria peso galo do Ultimate.

Lyoto Machida x Dan Henderson

Primeiro assalto bastante equilibrado e estudado, com Dan Henderson tomando mais iniciativa e conectando os melhores golpes, enquanto Lyoto Machida só veio a reagir no final. O segundo round foi de domínio para o brasileiro que, mais inteiro, trabalhou nos contragolpes e conectou os melhores golpes no veterano, que segue em alto nível aos 42 anos. O equilíbrio voltou com tudo no terceiro assalto, quando Lyoto, até então melhor na trocação, acabou ficando por baixo de Henderson no solo, mas conseguiu travar o combate e voltar com a luta em pé. No fim, vitória polêmica de Machida por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28), muito vaiada pelo público californiano, que apoiava Henderson, o lutador da casa.

Ronda Rousey x Liz Carmouche

Apesar de ter iniciado melhor, quando conseguiu encurtar a distância para Liz Carmouche, Ronda Rousey passou por apuros na primeira etapa, quando acabou “mochilada” pela adversária, que quase levou a luta após encaixar um mata-leão. Recuperada da tentativa de finalização, Rousey fez valer o favoritismo a seu favor e imobilizou Carmouche no solo. Após muitas tentativas de encaixar o armlock, Rousey conseguiu o objetivo a poucos segundos de terminar o assalto. Com a desistência de Carmouche, a campeã peso galo defendeu seu título com sucesso pela primeira vez no Ultimate, conquistando sua sétima vitória em sete lutas.

Conforme Dana White anunciou na coletiva de imprensa, realizada após o evento, a próxima desafiante ao cinturão peso galo sairá da luta entre Cat Zingano e Miesha Tate, que se enfrentam no card principal do TUF 17 Finale, agendado para o dia 13 de abril, em Las Vegas (EUA), que traz o duelo entre Demetrious Johnson e John Moraga na luta principal, pelo cinturão peso mosca do Ultimate.

UFC 157
Sábado, 23 de fevereiro, no Honda Center, em Anaheim, Califórnia (EUA)
Card Principal
Ronda Rousey venceu Liz Carmouche por finalização (armlock), a 4 min e 49 s do primeiro round
Lyoto Machida venceu Dan Henderson por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28)
Urijah Faber venceu Ivan Menjivar por finalização (mata-leão), a 4 min e 24 s do primeiro round
Court McGee venceu Josh Neer por decisão unânime (triplo 30-27)
Robbie Lawler venceu Josh Koscheck por nocaute técnico, a 3 min e 57 s do primeiro round
Card Preliminar
Brendan Schaub venceu Lavar Johnson por decisão unânime (triplo 30-27)
Michael Chiesa venceu Anton Kuivanen por finalização (mata-leão), a 2 min e 29 s do segundo round
Dennis Bermudez venceu Matt Grice por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Sam Stout venceu Caros Fodor por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Kenny Robertson venceu Brock Jardine por finalização (chave de joelho), a 2 min e 57 s do primeiro round
Neil Magny venceu Jon Manley por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Nah-Shon Burrell venceu Yuri Villefort por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.