Visita de inspeção confirma conclusão da Arena da Amazônia em dezembro

Manaus – O governador Omar Aziz visitou na manhã desta quinta-feira, 19 de abril, as obras da Arena da Amazônia, na companhia do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

A vinda do ministro faz parte de uma série de visitas aos estádios que sediarão os jogos da Copa do Mundo de 2014, com o objetivo de acompanhar o andamento das obras.

A construtora Andrade Gutierrez reafirmou o compromisso de entregar a arena pronta em dezembro de 2013. O estágio atual da obra é de 58% concluída, mas nos próximos dias deverá ganhar um impulso grande com a montagem da cobertura e da estrutura metálica que envolve o estádio. A montagem das peças metálicas, que estão vindo de Portugal, deve iniciar em maio e representam mais de 20% da obra. Entre o final de agosto e início de setembro, está previsto o plantio do gramado para que até o final de dezembro o estádio tenha condições de jogo.

O governador Omar Aziz afirmou estar tranquilo em relação aos prazos e que os planejamentos estão sendo feitos para realizar a festa de inauguração em janeiro. “O prazo não nos preocupa, porque havendo recursos em caixa e com o planejamento que foi feito, só teríamos problema se houvesse algum percalço extra”, observou.

Segundo ele, além da festa de inauguração, antes da Copa serão feitos três jogos com público de 10 mil, 20 mil e mais de 40 mil pessoas, para testar a funcionalidade do estádio e toda a estrutura que envolverá o evento.

O governador ressaltou o fato de o ministro Aldo Rebelo ter defendido a Copa em Manaus diante de questionamentos contrários feitos por jornalistas de outros Estados. “Quero dizer aqui em público o quanto o povo amazonense ficou satisfeito em saber que temos um ministro que pensa o Brasil e que entende que o povo amazonense não é diferente de outros brasileiros”. Segundo o governador, o mesmo questionamento em relação à tradição do futebol no Amazonas não é feito em relação à Brasília, que também irá sediar a Copa.

O governador também fez comparações quanto ao custo da Arena da Amazônia em relação a estádios como o Maracanã e o de Brasília, que dobraram o valor da obra. “Nossa arena, que iniciou do zero, é, proporcionalmente, a mais barata entre as arenas do Brasil”, disse Omar.

Para o ministro Aldo Rebelo, as expectativas do Governo Federal em relação à Copa em Manaus são as melhores possíveis. “É uma alegria testemunhar de perto o esforço que o Amazonas vem fazendo para que Manaus realize uma Copa do Mundo à altura de sua tradição de enfrentar desafios”, disse o ministro, ao citar pesquisa recente feita com jornalistas de várias partes do mundo, na qual afirmam que, depois de Rio de Janeiro e São Paulo, a sede da Copa que mais desperta interesse neles é Manaus.

De acordo com o coordenador da Unidade Gestora da Copa, Miguel Capobiango Neto, a parte mais difícil da obra já foi feita, que é a parte inicial de estrutura e fundações. Essa fase da obra, segundo ele, é exclusiva, não podendo ter outras paralelas. Passada essa etapa, todo o restante, no que diz respeito a acabamento, instalações, cobertura, gramado, podem ser feitos paralelamente.

Fonte – Agecom

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.