Vila Olímpica serve de cenário para documentário sobre a vida de José Aldo

O lutador do UFC, amazonense José Aldo, terá sua história em documentário
O lutador do UFC, amazonense José Aldo, terá sua história em documentário
O lutador do UFC, amazonense José Aldo, terá sua história em documentário

Manaus – Em meio ao som do berimbau e muita capoeira, a quadra de número 2 da Vila Olímpica de Manaus foi cenário, nesta terça-feira, 28 de julho, das gravações do documentário “Nascidos para o Combate”, que conta a história da vida de um dos mais importantes lutadores de MMA brasileiros da atualidade, José Aldo.

A produção é de aproximadamente uma hora e faz parte de uma série, cuja proposta é mostrar a dura trajetória de lutadores como o amazonense, da infância aos dias de hoje, e os acontecimentos que levaram esses atletas a se tornarem grandes guerreiros.

As gravações foram realizadas durante toda a manhã e envolveram grupos de capoeira, porque foi com ela que Aldo começou a traçar o caminho para o UFC, quando tinha apenas 14 anos. Mestre Cacá, o primeiro professor em lutas, também faz parte das filmagens. “É um documentário que mostrar minha origem, minha história, desde o início até me tornar campeão”, resumiu José Aldo.

O trabalho foi realizado por profissionais da produtora Mixer, de São Paulo, que chegou domingo e permaneceu em Manaus até esta terça-feira. O documentário deve ir ao ar pelo canal UFC ainda este ano, de acordo com Ana Maria Vilches, uma das integrantes da equipe.

 Aldo e a Tocha

 

Um dos cenários do documentário é a Vila olímpica de Manaus
Um dos cenários do documentário é a Vila olímpica de Manaus

O diretor técnico da Fundação Vila Olímpica, Igor Menezes, aproveitou a presença de José Aldo no local para convidar o lutador, de forma extraoficial, a ser uma das personalidades a carregar a Tocha Olímpica, quando a mesma passar por Manaus.

Aldo agradeceu o convite e disse que está à disposição. “Como é ele um atleta de grande destaque do Estado do País, nada melhor do que convidá-lo para participar do evento”, disse Igor Menezes, que também é subcoordenador geral do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Manaus 2016.

A capital amazonense está entre as 83 cidades que integrarão a jornada da chama olímpica no Brasil, que começa entre abril e maio de 2016.

Afastado das lutas desde que sofreu uma lesão nas costelas durante um treinamento, José Aldo disse que está bem melhor e que volta a treinar na próxima segunda-feira, no Rio de Janeiro. “Espero voltar a lutar no fim do ano, para defender o cinturão”, disse o campeão dos pesos-penas.

Amazonianarede-Secom

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.